sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Duas mulheres são atacadas por onça suçuarana em Carajás

Duas mulheres empregadas da empresa Topgel, prestadora de serviços para a mineradora Vale, foram atacadas por uma onça suçuarana dentro do projeto Carajás, precisamente no projeto Alemão (antigo projeto Bahia), distante cerca de 140 quilômetros do centro de Parauapebas.
O ataque ocorreu na última quarta-feira (23), mas somente na última terça-feira (29) chegou ao conhecimento da imprensa de Parauapebas, que ainda não tem detalhes sobre o ocorrido, nem tampouco a identidade das duas trabalhadoras atacadas pelo felino. Uma das mulheres, que estava em seu primeiro dia de trabalho em Carajás, chegou a ser internada no Hospital Yutaka Takeda, núcleo urbano de Carajás.
Segundo apurou a reportagem, uma das mulheres se deslocava para o refeitório da empresa, que fica dentro da Floresta Nacional de Carajás, quando foi atacada pela onça, sofrendo mordidas e unhadas no rosto e braços, sendo salva por uma amiga que conseguiu afugentar o animal com a ajuda de um motorista de uma caminhonete que chegava ao local naquele exato momento, mas mesmo assim a segunda mulher também foi atacada pelo animal.
Numa resumida nota enviada à imprensa somente nesta quarta-feira (30), a assessoria de imprensa da mineradora Vale diz lamentar o ataque sofrido pelas duas funcionárias da Topgeo e que as mesmas receberam os primeiros socorros no local e foram encaminhadas ao Hospital Yutaka Takeda, onde receberam toda a assistência médica necessária.
OUTRO CASO
Há mais de 15 anos, uma onça atacou e matou um garoto no núcleo urbano de Carajás, filho do então funcionário da Vale, Devanir Martins, ex-vereador e esposo da atual vereadora Percilia Martins, de Parauapebas. Na época, a família Martins recebeu da Vale uma vultosa quantia em dinheiro como indenização pela morte do garoto. (Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário