segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Irmãos encontrados amarrados e mortos

Os irmãos Francisco Araújo de Moraes, 25 anos, e Francivaldo Araújo de Moraes, 17, foram encontrados mortos pela polícia no domingo (22), na Vicinal VS-13, próxima ao Rio Parauapebas, município de Canaã dos Carajás. Os corpos estavam amarrados e com marcas de espancamento e perfurações por projeteis de arma de fogo, o que caracteriza que as vítimas foram executadas.

Pelas características do local do crime, o delegado Marcelo Delgado, superintendente de Polícia Civil em Parauapebas, acredita que as vítimas tenham sido desovadas ali. “O local não apresentava marcas de sangue, tampouco outros elementos que pudessem caracterizar que eles foram executados ali", observa a autoridade.

Na sexta-feira (20), um parente havia procurado a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, em Parauapebas, para registrar um Boletim de Ocorrência (BO) acerca do desaparecimento de Francisco e Francivaldo. Conforme relatado à polícia, os irmãos trabalhavam como pedreiros e tinham saído de casa atrás de trabalho.

No BO, a família não soube informar para onde os irmãos, que estavam em uma motocicleta, pretendiam ir. Apesar das buscas da família nas casas de parentes, amigos e hospitais, os dois só foram encontrados no domingo, mas sem vida. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Travesti morto com pedrada na cabeça

Ainda se encontra sem solução a morte de um travesti que foi assassinado com uma pedrada na cabeça por volta das 4h30 da madrugada do último domingo (22), na principal rua do Bairro Paraíso.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima usava um documento falso com o nome Igor Venicius da Silva Cavalcante, quando, na verdade, se chamava Leonardo Machado, 16 anos de idade.

O documento falsificado seria utilizado para forjar a maioridade e conseguir, por exemplo, se hospedar em hotéis da cidade. Leonardo Machado usava o nome feminino de Yara. Apuração preliminar aponta que a vítima era de Marabá.

Informações colhidas pela reportagem próximo à cena do crime supõem que a vítima possa ter ido ao local com algum cliente, havido uma discussão entre eles, por motivo ainda desconhecido, logo em seguida uma luta corporal, que culminaria com uma pedrada na cabeça da vítima. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Polícia Civil prende matadores de jovem vítima de latrocínio

Encontram-se presos, à disposição da Justiça, desde a madrugada deste sábado (21), os elementos Bruno Fabi de Oliveira e Eduardo Santos Araújo, ambos 18 anos, acusados de assassinar a jovem Eureliane Vandara Lima dos Santos, 18 anos, na última sexta-feira (20).

Segundo o delegado André, responsável pela prisão da dupla, Bruno Oliveira efetuou o disparo de arma de fogo contra a vítima e Eduardo Araújo pilotava a moto no momento do crime.

O assassinato de Eureliane Vandara aconteceu por volta das 13 horas de sexta-feira (20), em via pública, após ser abordada na esquina das ruas 7 de Setembro e Getúlio Vargas, Bairro Rio Verde, pelos dois elementos que estavam em uma moto Honda Biz, de cor branca, que exigiram o celular.

Ao reagir, negando a entrega do aparelho, Bruno Oliveira, que estava de carona, desferiu o disparo no abdômen de Vandara, que ainda chegou a ser socorrida, mas faleceu no Hospital Municipal de Parauapebas duas horas depois.

No momento do crime, a vítima retornava do comércio, onde estava comprando presente para a filha de 3 anos, que naquele dia fazia aniversário. (Bariloche Silva/Waldyr Silva)

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Indivíduo é preso com 27 petecas de crack


Encontra-se preso à disposição da Justiça o indivíduo Lucas Souza de Oliveira, 21 anos, natural de Itinga (MA), acusado de tráfico de drogas.

No momento da detenção, ocorrida no início da madrugada desta quinta-feira (12) no Bairro Betânia, em Parauapebas, a polícia encontrou em poder do acusado 27 petecas de crack, cuja droga foi apreendida e será anexada ao inquérito policial. (Waldyr Silva)

Quarteto preso acusado de vender medicamento para provocar aborto

A Polícia Civil prendeu na noite de quarta para quinta-feira (12) em Parauapebas quatro pessoas acusadas de comercializar o medicamento Cytotec, utilizado para induzir o parto em mulheres com dificuldades para ter dilatação e para expulsar fetos presos no útero após abortos naturais.

Os acusados presos são os indivíduos Airton Ferreira Serafim, Jucilene Pessoa dos Santos, Carlos Sócrates Gadelha dos Santos e William de Jesus Serra Moraes, que vão responder pelos crimes previstos nos arts. 273, parágrafo 1º-B, inciso I, e 288, ambos do CPB, com pena prevista de 11 a 18 anos de reclusão.
A comercialização do abortivo Cytotec para o público em geral é proibida no Brasil desde 1998. O uso do medicamento é permito exclusivamente para uso hospitalar. (Waldyr Silva)

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Patrulhão apreende veículos e prende quatro pessoas

Com apoio do Departamento Municipal de Trânsito e Transporte (DMTT), Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb), Conselho Tutelar e outros órgãos relacionados à segurança pública, as polícias Civil e Militar deslancharam na noite deste sábado para domingo (8) policiamento ostensivo em diversos bairros de Parauapebas.

Como resultado da operação, denominada Patrulhão, foram presas quatro pessoas em flagrante delito, sendo três delas por excesso de bebida alcoólica e uma por porte ilegal de arma, e apreendidos vários veículos em situação irregular. (Waldyr Silva)

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Preso acusado de tentativa de abuso sexual contra criança de 9 anos

A polícia prendeu na tarde desta sexta-feira (6), no Bairro Nova Carajás, em Parauapebas, o indivíduo Reginaldo Ribeiro, de 36 anos, acusado de tentar abusar sexualmente de uma criança de apenas nove anos de idade.

O acusado trabalha no mesmo estabelecimento que a mãe da vítima presta serviço, numa churrascaria, localizada no Bairro Nova Carajás.

Conforme apurou a reportagem, a mãe teria levado a filha para a churrascaria, onde estava à espera do pai, que iria buscá-la. Num momento de distração da mãe, enquanto a filha brincava, o homem arrastou a criança até um matagal próximo do local, teria tirado a roupa da indefesa e passou a mão nas partes íntimas da menor, que foi ágil e conseguiu fugir das garras do agressor antes de acontecer o pior.

Ao ver a situação da filha, muito assustada, chorando e contando o que havia acontecido, a mulher ficou desesperada, acionou a polícia e esta efetuou a prisão do homem, que é usuário de drogas. (Waldyr Silva)

Comunicado aos visitantes do blog

Em virtude de o repórter fotográfico Vela Preta ter entrado de merecidas férias no início deste mês, comunico que por cerca de 30 dias este blog vai funcionar com um volume menor de publicações.

Vela Preta é responsável pela coleta de informações, imagens e áudios junto às polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros, Judiciário e outros órgãos ligados à segurança pública, para que eu produza e publique as matérias neste blog.

Conto com a compreensão dos fiéis visitantes deste espaço, até o retorno do colega Vela Preta.

Waldyr Silva 

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

Ônibus da Transbrasiliana bate em caminhão, uma pessoa morre e outras foram encaminhadas ao hospital

Um acidente entre um ônibus da empresa Transbrasiliana e um caminhão deixou uma pessoa morta nesta sexta-feira (6), na rodovia PA-150, em Itupiranga, no sudeste paraense. As cenas registradas no momento do acidente foram fortes, tendo em vista que a cabeça de uma das vítimas foi arrancada do corpo com a força do impacto entre os dois veículos

Segundo informações da Polícia Militar, um caminhão que transportava madeira estava parado na rodovia com problemas mecânicos, sem sinalização, quando o ônibus, que fazia a linha Altamira-Marabá bateu na traseira do caminhão, na altura do quilômetro 27. O veículo transportava 44 pessoas no momento do acidente.

O passageiro identificado como Pablo Costa e Silva faleceu no local. Outras cinco vítimas, incluindo o motorista, tiveram ferimentos e fraturas e foram encaminhadas ao hospital de Itupiranga.

Em nota oficial, a empresa de ônibus Transbrasiliana, disse que deu suporte aos acidentados.  (Fonte: ORM News)

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Polícia Civil faz homenagens no Dia Nacional do Papiloscopista

A Polícia Civil do Pará celebrou com homenagens, nesta quinta-feira (5), o Dia Nacional do Papiloscopista, profissional responsável pela identificação de pessoas por meio de impressões digitais. Este ano, a papiloscopia completa 102 anos de criação no Pará.

Para marcar a data, foram entregues placas e certificados a servidores, em solenidade no auditório da Delegacia Geral. Também foi inaugurado o Memorial da Identificação do Pará, com painéis que mostram a história da papiloscopia. O delegado geral, Rilmar Firmino, falou dos avanços dos serviços prestados pela categoria policial e anunciou investimentos.

A cerimônia foi marcada ainda pela homenagem com placas e entrega de certificados em reconhecimento pelos serviços prestados à sociedade. Uma das homenageadas foi a papiloscopista Maria Rosa da Costa Ramos, que recebeu certificado das mãos do juiz de Almeirim, Márcio Bittencourt, pela atuação frente ao projeto Ribeirinho Cidadão, da Escola Superior de Magistratura do Pará, que levou emissão de documentos de identidade à comunidade moradora na região das ilhas de Belém.

Outros papiloscopistas foram homenageados pela Polícia Civil pelos serviços prestados, entre elas Deusarina Silva de Queiroz, a mais antiga papiloscopista em atividade. Também foram homenageados os servidores Lucivaldo Reis da Costa, Cristina Socorro Carneiro Tavares, Telma Maria da Silva Cordeiro e Pedro Segundo Silva Pereira.

O delegado geral e a delegada geral adjunta, Christiane Ferreira, receberam certificados em nome da Polícia Civil e da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), respectivamente, como agradecimento pela atuação no projeto Ribeirinho Cidadão.

Rilmar Firmino falou sobre as melhorias conquistadas, nos últimos quatro anos, nos serviços prestados pelos papiloscopistas no Pará, citando, entre outros avanços, o Laboratório de Perícias Papiloscópicas, que ganhou equipamentos mais sofisticados, e a melhoria do atendimento prestado ao público no Posto Central de Identificação, em Belém.

Segundo o delegado, a Polícia Civil vai investir na implantação do sistema informatizado Afis Civil, para busca automática de dados criminais de pessoas no Pará. Outro investimento anunciado foi a higienização e digitalização das fichas do arquivo civil da identificação do Pará.

Quanto ao aumento do quadro de pessoal, já está em andamento o processo para abertura do edital do novo concurso público para contratação de papiloscopistas no Estado.

Segundo o delegado geral, além de investir em mudanças na estrutura para oferta de serviços prestados pelos profissionais da área, o Governo do Estado está atuando em prol do reconhecimento da carreira de perito em papiloscopia. "O projeto já está na Secretaria de Estado de Administração e depois será encaminhado para aprovação na Assembleia Legislativa do Pará", explicou. (Walrimar Santos)