domingo, 30 de setembro de 2012

Delegado faz balanço de ocorrência nos últimos quatro anos

Fazendo uma espécie de balanço das ocorrências policiais registradas na delegacia de polícia pela comunidade nos últimos quatro anos, o delegado Antonio Miranda Neto, diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, declarou na última quinta-feira (27) à imprensa local que o índice de criminalidade vem caindo no município.
Na demonstração do delegado, ele mostra que em 2009 a Polícia Civil instaurou 870 procedimentos relativos a roubos e furtos. De janeiro de 2010 a setembro de 2012, segundo o delegado, o índice do mesmo tipo de crime caiu pela metade, comparando com as ocorrências registradas em 2009.
Com relação aos crimes em geral chegados ao conhecimento da delegacia, Antonio Miranda revela que em 2009 foram registradas 8.715 ocorrências, com 406 apurações, enquanto que de 2010 até este mês o número chegou a 5.989 ocorrências, das quais 665 foram apuradas e concluídas pela Polícia Civil.
O delegado Antonio Miranda atribui essa evolução de baixa de criminalidade no município à parceria da comunidade mantida com as polícias Civil e Militar e demais órgãos de segurança pública, entre estes o sistema Disque Denúncia, canal de comunicação entre a população e as polícias.
Sobre homicídios registrados no período, a autoridade policial não revelou números específicos, mas informou que a maioria dos assassinatos ocorridos em Parauapebas envolveu bandidos contra bandidos, com poucas pessoas de bem sendo executadas.
Mesmo com esta “comemoração” de baixa do índice de criminalidade na cidade, Antonio Miranda admite ser necessário que os órgãos de segurança pública continuem intensificando os patrulhões noturnos não somente nos finais de semana, como vem eventualmente ocorrendo, mas, também, em dias esporádicos durante toda a semana. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sábado, 29 de setembro de 2012

Acusados de assalto são presos

Bruno Silva, Anderson Correia e Gerinaldo Santos


Três indivíduos, acusados de praticar assaltos na cidade nos últimos 40 dias, foram agarrados por guarnições das polícias Militar e Civil no início da tarde da última quinta-feira (27), no Bairro Guanabara, em Parauapebas.
Os acusados presos, que não quiseram falar com a imprensa, são os sujeitos Bruno de Souza Silva, 20 anos, desempregado; Anderson Silva Correia, 24 anos, mecânico montador; e Gerinaldo Silva Santos, 29 anos, ajudante de pedreiro. Um quarto homem conseguiu fugir do cerco da polícia.
De acordo com o delegado Antonio Miranda Neto, a polícia já vinha no encalço do trio há mais de um mês, tempo em que os acusados vinham praticando assalto na cidade de Parauapebas. Os três assaltantes já havia cometido crime de assalto em seis empresas estabelecidas no município, cuja renda teria chegado ao valor de 50 mil reais.
No momento da abordagem dos acusados, a polícia apreendeu com os três homens certa quantidade de crack, aparelhos de celular, relógios de pulso, óculos escuros e R$ 220,00 em espécie. O trio deve responder por associação ao tráfico de droga, formação de quadrilha e roubo qualificado.
Segundo o ten-cel. PM Mauro Sérgio, que comandou a guarnição da Polícia Militar responsável pela prisão de Bruno Silva, Anderson Correia e Gerinaldo Santos, os órgãos de segurança pública já levantaram a identidade do quarto assaltante que conseguiu fugir da polícia, o qual deverá ser preso nos próximos dias.
“Descobrimos que o elemento é o motorista da quadrilha que locava os veículos para a prática dos assaltos. Ele trabalha em Carajás e nas horas de folga cometia os crimes de assalto com os demais comparsas”, explica o oficial. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Jovem de 16 anos desaparece de casa

Encontra-se desaparecido de casa, desde o último dia 12 do corrente, o adolescente Talyson Melo da Silva, 16 anos, natural de Altamira (PA), residente na Rua Sol Poente nº 348, Bairro da Paz, Parauapebas.
O registro do desaparecimento do rapaz foi feito na delegacia de polícia de Parauapebas por Claudomir Francisco de Almeida, tio e pai de criação de Talyson Melo, que saiu de casa com destino à escola Carlos Henrique, no Bairro da Paz, e não retornou mais para casa.
Segundo Claudomir Francisco, no momento em que o estudante saiu de casa para a escola ele trajava calça jeans e camisa verde, e conduzia uma mochila com detalhes.
Preocupado com o que possa ter acontecido com o filho de criação, Claudomir Francisco pede encarecidamente que qualquer informação sobre o paradeiro de Talyson Melo seja repassada pelos telefones (94) 3346-2250 e 3346-1187, pois ele se encontra desesperado com o sumiço misterioso do adolescente. (Waldyr Silva)

Polícia prende quadrilha que planejava assaltar na região

Edielton Araújo Silva

Edson de Sousa Ferreira


Mário Franco da Silva
 
Tiago dos Santos Silva

Durante blitz rotineira numa barreira da rodovia PA 160, saída de Parauapebas no sentido de Canaã dos Carajás, uma guarnição da Polícia Rodoviária Estadual prendeu no início da tarde de ontem (26) quatro homens suspeitos de integrar uma quadrilha que planejava praticar assalto em cidades da região.
Os quatro homens detidos pela Polícia Rodoviária Estadual e presos pela Polícia Civil são os indivíduos Edielton Araújo Silva, Edson de Sousa Ferreira (taxista), Mário Franco da Silva (foragido da penitenciária de Belém) e Tiago dos Santos Silva.
Segundo o delegado Antonio Miranda Neto, a polícia já vinha há algumas semanas no encalço de localizar e prender membros de quadrilha oriunda de Belém que vinham com a intenção de praticar crime de assalto à mão armada na região.
O delegado explica que no momento em que o quarteto teve o táxi parado pelos agentes rodoviários para averiguação de documentos do veículo e dos passageiros estes ficaram bastante nervosos, situação que levou os fiscais de trânsito a ligar para a Polícia Civil, que por sua vez fez o reconhecimento dos suspeitos e os conduziu para o xadrez.
Antonio Miranda Neto acrescenta que Mário Franco responde por crimes de homicídio e assalto praticados na região da Grande Belém, enquanto o taxista Edson de Sousa tem passagem pela polícia por assalto.
No momento da abordagem dos acusados, a polícia encontrou em poder dos mesmos seis balas intactas de revólver calibre 38, cuja munição foi apreendida juntamente com o veículo, que será periciado pelo IML. Nenhum dos acusados quis falar à imprensa. (Vela Preta/Waldyr Silva)

PM apreende em Xinguara veículo roubado em Parauapebas


Uma guarnição da Polícia Militar de Xinguara, sob o comando do sargento Itajacy, prendeu nesta quarta-feira (26), por volta das 10 horas da manhã, em Xinguara, o elemento Willian da Silva, acusado de furto de veículo.
Conforme o que consta nos relatos policiais, Willian furtou na cidade de Parauapebas, no dia 23 de setembro, às 9 horas, um carro Astra Advantage, cor prata, placa NSS 5459, que se encontrava estacionado em frente à empresa Infortech.
Depois de furtar o veículo, o acusado veio para Xinguara, passando a rodar com o mesmo pelas ruas da cidade, até ser preso pela polícia. O carro já foi devolvido a seu legítimo proprietário, senhor Francisco Batista Monteiro Júnior,  que reside em Parauapebas. (Blog do Edmar Brito)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Polícia Civil desarticula sequestro de filho de empresário e taxista



A Polícia Civil apresentou nesta terça-feira (25), na Delegacia Geral, em Belém, seis pessoas presas por envolvimento no sequestro do filho de um empresário e de um taxista, que foram libertados do cati-veiro na noite de segunda-feira, na cidade de Santa Izabel do Pará.
Foram apreendidos com os presos 22 quilos de “pedra” de cocaína, roupas camufladas, luvas, cartuchos e três armas de fogo, tipo cartu-cheira. Dois integrantes do bando reagiram a tiros, no momento da ação policial, foram baleados e morreram enquanto eram socorridos. O esquema foi coordenado por um presidiário do Complexo Peni-tenciário de Americano.
O desfecho do crime ocorreu graças ao trabalho de 32 policiais civis que atuaram nas investigações, desde o último dia 17, quando o jo-vem de 15 anos foi sequestrado, junto com o taxista, no Centro de Belém, no momento em que era levado para casa após sair da escola.
Estiveram na entrevista coletiva o delegado geral Nilton Atayde, o delegado-geral adjunto Rilmar Firmino, o secretário adjunto de Inte-ligência e Análises Criminais, Antônio Farias; os diretores de Polícia Especializada, João Bosco Rodrigues; do Interior, Sílvio Maués, e de Inteligência, Cláudio Galeno; e os delegados Ivanildo Santos, Hennison Jacob e André Costa, da Divisão de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), que estiveram à frente das investigações, além de outros policiais civis também envolvidos no acompanhamento do sequestro.
O delegado Ivanildo Santos, diretor da DRCO, apresentou o histó-rico da ocorrência. Segundo ele, desde o momento em que a Polícia Civil tomou conhecimento dos fatos passou a investigar o crime. As investigações tiveram início em menos de meia hora após o início do sequestro. Durante os sete dias de cativeiro, os policiais identifi-caram os integrantes do bando e localizaram o cativeiro. “Uma parte do bando é do Pará e outra é envolvida com facções criminosas de São Paulo”, afirmou Ivanildo...

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Empresário se suicida com tiro de espingarda

Lailton Ferreira dos Prazeres

Cleiton Araújo Oliveira
Por volta das 5 horas da madrugada desta segunda-feira (24), na chá-cara da vítima, o empresário Lailton Ferreira dos Prazeres, conhe-cido popularmente por “Jacundá”, apoderou-se de uma espingarda e deu cabo da própria vida, disparando um tiro na cabeça. O ato tresloucado aconteceu na chácara Belo Vale, localizada na rodovia PA 275, em Parauapebas.
De acordo com depoimento de Elissandra Ferreira Freitas, esposa de “Jacundá”, ela, o marido, filhos e casais de amigos se encon-travam se divertido na chácara do casal, quando a certa altura da madrugada o marido a chamou no quarto, deu ordens para a mesma sentar na cama e, como a mulher não o atendeu, ele ficou irritado e desferiu dois tapas no rosto da mulher.
Em seguida, ainda conforme o depoimento de Elissandra, “Jacundá” se apoderou de uma espingarda e ameaçou de matar a mulher, mo-mento em que esta deixou o local na companhia de duas amigas para a residência de um cunhado dela.
Minutos depois, Elissandra Freitas foi avisada pelo filho André que o marido dela havia se suicidado com um tiro na cabeça, para de-sespero de todos que se encontravam ali.
Segundo Elissandra Freitas, desde o último mês de junho Lail-ton “Jacundá” vinha passando por uma situação de depressão, em virtude de uma filha de 19 anos de idade ter deixado a casa dos pais para morar com o namorado Paulo, porque a mesma se encontrava grávida.
HOMICÍDIO
Por volta das 4 horas da madrugada de sábado (22), nas proximi-dades de um posto de combustível, perto do local denomina-do “Costa pra Rua”, um desconhecido, pelo menos até o fecha-mento desta matéria, desferiu uma violenta facada à altura da clavícula esquerda de Cleiton Araújo Oliveira, 24 anos, natural de Breu Branco (PA).
Segundo testemunhas que presenciaram o homicídio, o assassino vinha perseguindo a vítima com a faca na mão por alguns metros. Na área de estacionamento do posto, Cleiton Araújo tentou se escon-der atrás de um veiculo, mas foi localizado e esfaqueado.
Até o fechamento desta matéria, o corpo de Cleiton Araújo se encon-trava na geladeira do IML, em Marabá, à espera de algum parente para fazer o enterro da vítima. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Corpo de sobrinho de prefeito foi remanejado para Santarém


Ainda repercute em Parauapebas a morte do jovem Pedro Pantoja da Silva Júnior, 22 anos, natural de Santarém (PA), vítima de acidente automobilístico ocorrido por volta das 21 horas do último sábado (22), no Bairro Beira Rio II, Parauapebas. O corpo da vítima foi transladado para Santarém, onde foi velado e sepultado por fami-liares.

O carro onde Pedro viajava de carona, que capotou várias vezes, um IX 35, da Hyundai, de placa OFS 2855 (Parauapebas), estava sendo conduzido pelo também jovem Thiago Lermen, filho do prefeito Darci José Lermen e primeira-dama do município Maria Odilza da Cruz Lermen, que por sua vez é irmã de Maria Betânia Monteiro da Cruz, mãe de Pedro Júnior. Thiago Lermen sofreu pequenos feri-mentos em um dos pés, recebeu atendimento médico e foi liberado.
Segundo apurou a reportagem na delegacia de polícia, Thiago Lermen trafegava em alta velocidade numa das pistas do Bairro Beira Rio II, e ao chegar numa curva perdeu o controle do veículo e capotou várias vezes, vindo parar numa área de brejo.
Estranhamente, o caso foi envolto de mistério, em Parauapebas, pois não foi feito nenhum registro do acidente fatal na delegacia de polícia. Outra situação não usual na cidade é que a perícia médica no corpo da vítima foi feita em Parauapebas, uma vez que, de praxe, os corpos de mortes violentas são encaminhados para serem periciados no IML de Marabá.
A reportagem esteve nesta segunda-feira (24) na residência do prefeito Darci Lermen, no Bairro Rio Verde, para tomar ciência das circunstâncias do acidente, onde foi recebida pelo segurança Luiz Carlos, o qual informou que não havia ninguém da família para prestar esclarecimentos a respeito do acidente. O vigia adiantou também que Thiago estava se restabelecendo dos ferimentos sofrido em um dos pés. (Vela Preta/Waldyr Silva)

domingo, 23 de setembro de 2012

Meio milhão de acessos!

Criado em fevereiro do ano passado, o Blog do Vela Preta ultrapassa a casa de meio milhão de acessos, veiculando noticiário da área de polícia. Graças a você, internauta, chegamos a mais de 500 mil acessos nestes 19 meses de existência do blog, pelo que agradecemos penhoradamente.

Por se tratar de temas não muito agradáveis para muitas pessoas, primamos em publicar as matérias com muita responsabilidade, sempre ouvindo, dando espaço e respeitando tanto o acusado como a vítima, coletando as informações por meio de documento oficial da polícia (boletim de ocorrência, por exemplo) e/ou por gravação de entrevista com as partes envolvidas.

Para darmos continuidade a este trabalho de informação, com postagens mais rápidas das notícias no blog, é necessário que tenhamos o mínimo de estrutura, como, por exemplo, internet rápida, situação que, infelizmente, ainda deixa muito a desejar aqui em Parauapebas.

Aproveitando o potencial deste espaço, em termos de visita - uma média de 2 mil acessos por dia -, há dois meses começamos a veicular peças publicitárias em nossa página, com preços bem camaradas. Portanto, se você tem um em-preendimento e queira fazer com que ele seja visto por cerca de 60 mil internautas por mês, entre em contato conosco, pelo e-mail agenciawdc@gmail.com, para produzirmos banners bastante criativos e postar no blog.

Agradecemos por você visitar diariamente este espaço, pois sem você ele não existiria. Rumamos, então, para alcançar a marca de 1 milhão de acessos.

Vela Preta e Waldyr Silva

sábado, 22 de setembro de 2012

Forro de teto desaba sobre detentos




No início da tarde de ontem (sexta-feira), os 30 detentos que se en-contravam recolhidos no xadrez da cela conhecida como “cala-bouço”, da carceragem municipal de Parauapebas, no Bairro Rio Verde, foram surpresos com o desabamento do reboco que fazia o revestimento do teto.
O sinistro provocou a remoção de dois presos ao hospital munici-pal, onde receberam tratamento nos ferimentos leves causados pela queda da massa de cimento que se encontrava no teto da cela.
Por causa do acidente, o espaço foi evacuado e os 30 detentos que se encontravam presos no calabouço foram distribuídos às demais celas da carceragem, que nesta sexta-feira contabilizava 115 detentos de justiça, sob a custódia da Superintendência do Sistema Peniten-ciário do Estado do Pará (Susipe).
O juiz Líbio Araujo Moura, titular da 3ª Vara Criminal da Comarca de Parauapebas, esteve pessoalmente na carceragem tão logo foi avisado sobre o acidente, com intuito de tomar conhecimento do grau do sinistro e segurança dos presos.
À reportagem, o magistrado informou que o Corpo de Bombeiros foi chamado ao local para fazer um levantamento da situação da cela e numa perícia revelar se o forro desabou por causa de serviço mal feito ou se havia algum indício de que os próprios detentos teriam iniciado alguma escavação no teto. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Polícia localiza criança raptada em Marabá e prende raptor



Após receber  informações oriundas do sistema Disque Denúncia de Marabá, a Polícia Civil, sob a coordenação do delegado Antonio Mi-randa Neto, localizou em Parauapebas, no final da tarde de quinta-feira (20), a menina Ana Caroline dos Anjos Silva, 7 anos de idade, que havia sido raptada em Marabá na tarde da última terça-feira (19) por Francisco Silva Lima, 32 anos, conhecido por “Pintadinho”, que foi detido e preso pela polícia.
Segundo o delegado, o raptor da criança é bastante conhecido na ci-dade de Parauapebas, onde tempos atrás se apresentava como palha-ço “Pintadinho” em aniversários de crianças e festas similares, e por isso não foi difícil a localização do acusado, que se encontrava com a menor na Vila Palmares II.
O acusado ficou de ser transferido ontem (21) mesmo para o distrito de culpa, Marabá, onde deverá ser autuado pela polícia, enquanto a menina foi entregue à mãe dela, que retornou com a filha para Mara-bá ainda no início da noite na quinta-feira.
Indagado se a polícia já tinha informação se o acusado havia ou não abusado sexualmente da garota, Antonio Miranda respondeu que os exames de conjunção carnal e atos libidinosos na menor seriam fei-tos pelo Instituto de Medicina Legal (IML) de Marabá, quando então seria revelado o questionamento.
Ouvido pela reportagem, “Pintadinho”, que disse morar no Bairro Vila Rica, em Parauapebas, respondeu que tirou a menina de casa na melhor das intenções, “porque percebi que a mãe dela envolvia a pequena com tráfico de drogas, oferecendo petecas de crack pra menina vender na escola”.
Segundo ainda o acusado, tão logo ele chegou com a criança em Pa-rauapebas, deixou a menina aos cuidados de uma comadre dele na Vila Palmares II e estava se mobilizando para comunicar o fato aos conselhos tutelares de Marabá e de Parauapebas, quando foi agarra-do por populares da vila e entregue à polícia. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Preso padrasto acusado de estuprar enteada de 11 anos de idade


Encontra-se recolhido ao xadrez de Parauapebas, desde o final da tarde de terça-feira (18), acusado de praticar ato sexual com a pró-pria enteada de 11 anos de idade, Airton Caires da Silva, 46 anos, natural de São Luís-MA, residente na Rua Juruá, Núcleo Urbano de Carajás, município de Parauapebas.
Acompanhada dos conselheiros tutelares Gildete Duarte, Aldo Nona-to Lindoso Serra e Anderson Pinto, a criança prestou depoimento na Polícia Civil à escrivã “ad hoc” Paula Adriana Barbosa Costa, reve-lando detalhes da perseguição que vinha sofrendo do padrasto, des-de quando a mesma tinha apenas seis anos de idade.
Num certo trecho do depoimento, a garota conta que certa vez de-nunciou para a mãe dela, Eliane Maria Santos da Silva, que vinha sen-do vítima de violência sexual praticada pelo padrasto Airton Caires da Silva, mas a genitora não teria tomado nenhuma providência para denunciar o eventual crime praticado pelo marido, por não acreditar na conversa da filha.
A mocinha conta que só criou coragem de revelar o crime depois que uma colega de escola observou que a menina havia recebido uma mensagem do padrasto com o seguinte teor: “Quando Eliane viajar vai ser ótimo, né? Vai ficar nós dois, aí vamos fazer todos os dias”.
Em depoimento à polícia, acompanhado da advogada Pamela Alen-car de Moraes, o acusado nega todas as acusações imputadas pela enteada à sua pessoa, justificando que a menor “passa por acom-panhamento psicológico, devido sofrer algumas reações estranhas, chegando a passar mal, perder a memória e criar fatos que nunca acontecerem”.
CERCEAMENTO
No momento em que o repórter Ronaldo Modesto se encontrava na delegacia, a convite da direção do Conselho Tutelar, para cobrir a denúncia de tentativa de estupro, a conselheira tutelar Gildete Duarte, estranhamente, impediu que o profissional de imprensa fotografasse o RG do acusado, para pegar os dados pessoais corretos, tomando de suas mãos o documento e pronunciando a célebre frase: “Você sabe com quem está falando? Sou membro do Conselho Tutelar de Parauapebas”. (Vela Preta/Waldyr Silva)

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Foragido da Justiça de Goiás é capturado em Santana do Araguaia

Policiais civis capturaram, em Santana do Araguaia, sul do Pará, Eltoney Bento dos Santos, 21 anos, foragido da Justiça do Estado de Goiás. A equipe policial localizou o procurado, que é acusado do cometer duplo homicídio, no fim do ano passado, na cidade de Goiânia, no Setor Crimeia. As vítimas foram mãe e filha mortas a golpes de faca.
O trabalho que resultou na captura do foragido atendeu à solicitação da Divisão de Homicídios, da Polícia Civil de Goiás. A equipe de policiais de Santana do Araguaia, durante seis meses, fez as investigações em conjunto com a Polícia Civil de Goiás, acompanhando os passos do foragido. Eltoney foi preso na casa da mãe dele, na Rua Cleusa Alessandra, Setor Seringal II.
Segundo os policiais civis, as vítimas foram amarradas nos pés e, em seguida, violentadas sexualmente. Por fim, tiveram os pescoços cortados. Os corpos foram deixados na casa onde o crime foi praticado. Segundo as investigações, o homicida chegou a voltar ao local do crime dois dias depois, onde ateou fogo nos corpos, que ficaram parcialmente carbonizados. Com a prisão, o acusado será recambiado ao Estado de Goiás, para responder pelo crime. (Walrimar Santos - Polícia Civil)

Dois homens são executados dentro de veículo em Xinguara


Duas pessoas foram executadas a tiros de pistola nesta segunda-feira (17), por volta das 20h15, na Rua Guajajaras, região conhecida como Baixada Fluminense, em Xinguara, dentro de um carro modelo Strada, cor vermelha, placa NAP 1020 (Imperatriz-MA), no momen-to em que deixavam a casa onde um deles morava para ir a uma festa na cidade.
Assim que deram partida no veículo, e a cerca de 20 metros adiante, foram interceptados por dois homens em uma moto Bros, cor preta, usando capacetes, e começam a disparar contra os dois homens que estavam dentro do veículo. Um deles, de prenome Adriano, 30 anos de idade, que dirigia o carro, morreu sentado, enquanto o carona, Vinicius, de apenas 15 anos, ainda foi levado com vida para o hospi-tal, mas não resistiu e morreu logo em seguida.
Uma testemunha inquirida pela polícia, de nome Fabrício de Oliveira Pinheiro, 35 anos, residente em Senador Canedo (GO), amigo de in-fância de Adriano, contou em depoimento ao delegado de polícia de Xinguara, Francisco Eli, que conhece Adriano desde o tempo que moravam no Centro do Toinho, município de Senador La Roque (MA), e que há cerca de dois meses encontrou com Adriano que o convidou para vir para Xinguara, passar uns dias na casa da tia dele, dona Maria. Disse suspeitar que a morte do amigo dele esteja rela-cionada a vingança, pois Adriano havia contado que antes de deixar o Centro do Toinho havia matado uma mulher, depois de uma con-fusão.
Ha dias atrás, para surpresa de Fabrício, Adriano contou a ele que havia visto, passando de moto na rua, um homem que ele conhecia do Centro do Toinho. Fabrício ainda teria indagado se o tal homem não teria alguma coisa a ver com a mulher que ele tinha matado, mas Adriano teria retrucado, dizendo que provavelmente não.
Os primeiros levantamentos da polícia indicam que Vinicius, o me-nor de idade, foi morto sem culpa de nada.
A equipe de investigadores do delegado Eli está investigando para saber se o depoimento de Fabrício tem fundamento ou não, pois suspeitam que o caso tenha envolvimento com tráfico de drogas. (Fonte: Blog do Edmar Brito)

Homem alveja duas vítimas e uma delas morre no hospital



Depois de uma discussão no interior de uma casa noturna no Bairro Altamira, em Parauapebas, por volta das 3 horas da madrugada de sábado para domingo (16), duas pessoas foram alvejadas com disparos de arma de fogo na Praça do Altamira e encaminhadas ao hospital municipal, mas uma delas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito na tarde de domingo.
O acusado de efetuar os disparos contra as duas vítimas é Diego Dutra Teixeira, 22 anos, natural de São Luís (MA), residente na Rua Nova Conquista, Bairro Betânia, Parauapebas, que foi preso minutos depois de ter cometido o duplo crime, enquanto os feridos são os indivíduos Francisco Pereira Lopes (baleado no peito e na barriga) e Antonio Eduardo Sampaio Silva (baleado na perna direita). Fran-cisco Pereira não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital municipal.
Apesar de testemunhas terem reconhecido Diego Dutra Teixeira como sendo o homem que efetuou os disparos contra Francisco e Antonio, afirmando inclusive que após os tiros ele entregou o revólver a uma mulher, o acusado sustentou em depoimento à polícia que não esteve na casa noturna, não possui arma de fogo e por isso não atirou em ninguém.
PRISÃO
Em 14 de outubro do ano passado, Diego Teixeira foi preso pela polícia, na companhia dos comparsas Adão Barbosa Cardoso e Tiago Nascimento dos Santos, acusado de praticar assalto em Parauapebas.
Na época, os três foram acusados de estarem infernizando a vida de pessoas incautas por meio da prática de assalto à mão armada, furtando dinheiro, aparelhos celulares e outros pertences.
A polícia chegou a apreender com o trio quatro aparelhos de celular, oito chips de celular, três cartões de memória e uma pequena quantia de dinheiro no valor de 21 reais. (Vela Preta/Waldyr Silva)

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Moto roubada

Neste domingo (16), foi roubada a motocicleta de Laurina Fernandes Rodrigues, que esteve na mira do revólver do bandido até que viu a sua moto ser levada. Quem viu ou vier a ter notícia da motocicleta, marca/modelo Honda Biz ES, ano 2010, cor rosa e placa NSQ-7979, favor entrar em contato com a Polícia Civil (3346-8189) ou Disque Denúncia (3346-2250). (RCN Blog)

sábado, 15 de setembro de 2012

Filha menor de idade acusa pai de tentar abusar sexualmente dela



Encontra-se preso na delegacia de Parauapebas desde a última quarta-feira (12), à disposição da Justiça, Elizomar Lima de Freitas, conhecido por “Santarém”, pedreiro, acusado de tentar estuprar a própria filha de 12 anos se idade.
A denúncia foi feita pela vítima, com ajuda de uma vizinha, ao Conselho Tutelar de Parauapebas, que por sua vez, por meio da conselheira Josefa Auverlene Rocha Girão, encaminhou o caso à 20ª Seccional de Polícia Civil, que cuidou em deter, ouvir em depoi-mento e prender o acusado.
À reportagem, o delegado Antonio Miranda Neto informou que, com apoio do Conselho Tutelar e de uma psicóloga, a adolescente conseguiu revelar detalhes da perseguição de Elizomar Lima em tentar deflorar a própria filha, desde quando os dois moravam em Santarém com a madrasta da menor.
“De posse do exame de conjunção carnal emitido pelo IML, con-firmando que o pai tirou a virgindade da filha, a Polícia Civil repre-sentou junto à Justiça pela prisão preventiva do acusado, que agora deve responder pelo crime que cometeu”, informa o delegado.
Quanto à menor de idade, a mesma foi encaminhada a uma casa de passagem, aonde vem recebendo orientação e tratamento psicológi-co, para tentar se livrar do trauma e constrangimento sofrido, en-quanto a Justiça decide com quem a mesma será custodiada.
De acordo com a conselheira tutelar Josefa Auverlene, o índice de casos de estupro de crianças e adolescentes é muito alto em Paraua-pebas, situação que merece a atenção das autoridades, no intuito de colocar na cadeia os culpados por este tipo de crime.
“É preciso que os pais redobrem a atenção no acompanhamento dos filhos, e estes criem coragem para denunciar os pais ou respon-sáveis que tentem ou pratiquem abuso sexual”, sugere a conselheira.
Eliane da Costa Freitas, madrasta da pequena vítima, disse à repor-tagem que se encontrava na cidade de Santarém, quando foi avisada pela criança que o pai desta estava abusando sexualmente da menor, fato que a deixou surpresa, “pois eu nunca imaginava que ele fosse capaz de fazer isso com a própria filha”.
Procurado pelo Jornal, na delegacia, Elizomar Lima negou que tenha abusado sexualmente da menina, atribuindo que algumas pessoas possam ter colocado alguma coisa na cabeça da filha, e esta, nervo-sa, tenha se revoltado contra o pai, denunciando-o ao Conselho Tu-telar e este à polícia. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Vigia é preso acusado de ameaçar vingança da morte do filho




Baseada em informação recebida da comunidade por meio do siste-ma Disque Denúncia (3346-2250), a Polícia Militar prendeu no início da tarde de ontem (14), em Parauapebas, Raimundo Lopes da Silva, 55 anos, vigia de uma escola municipal, acusado de contratar um pis-toleiro para se vingar da morte do filho Fagno Pereira da Silva, 29 anos, que foi assassinado com aproximadamente 4 tiros de revólver, no momento em que a vítima pilotava uma moto, sentido cidade-shopping, no dia 9 de maio deste ano.
Em declarações prestadas à reportagem, o subcomandante do 23º Batalhão de Polícia Militar em Parauapebas, major Benedito Sabbá, explica que as informações referentes à suposta contratação de pis-toleiro pelo vigia chegaram ao Disque Denúncia na última terça-feira (11).
Na denúncia, o informante relatou que Raimundo Lopes da Silva es-taria contratando um homem conhecido por Júnior, residente no Bair-ro Cidade Jardim, por R$ 20 mil, para matar Wesley, proprietário de uma casa noturna, acusado de ter assassinado Fagno Pereira da Sil-va, filho do vigilante.
“De posse da denúncia feita ao Disque Denúncia, investigamos o caso e no início da tarde de hoje (sexta-feira) uma guarnição da PM, composta pelo sargento Saturnino e soldado Alencar, foi até a resi-dência do suspeito e deteve o mesmo, que foi encaminhado para a delegacia”, detalha o major.
De acordo ainda com o subcomandante do 23º BPM, no momento da abordagem do vigilante os policiais apreenderam um revólver cali-bre 38, com quatro balas intactas, e a quantia de R$ 2.500 em es-pécie.
“O acusado chegou a oferecer quatro mil reais aos policiais para ser liberado, prometendo adiantar os dois mil e quinhentos reais encon-trados em seu poder e depois passaria o restante, mas se deu mal, pois foi preso e encaminhado à Polícia Civil”, frisa o major Sabbá.
Nas investigações, a polícia disse ter chegado à conclusão que Rai-mundo Lopes não estaria contratando Júnior para executar o pro-prietário da boate, mas ele próprio, o vigia, iria se vingar da morte do filho Fagno Pereira.
À reportagem, o acusado negou que estivesse planejamento contra-tar pistoleiro para vingar a morte do filho e que também não tinha a intenção de ele mesmo matar o assassino da vítima, “até porque nunca roubei e nem matei ninguém”.
Sobre a arma encontrada em seu poder, Raimundo Lopes respon-deu que a mesma pertencia a um filho dele que viajara para Ouri-lândia do Norte e deixara o revólver na casa do pai. Com relação à tentativa de suborno dos policiais, informou que só tomou a decisão de oferecer dinheiro à polícia para se livrar da prisão por falta de experiência. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Homem comete suicídio por amor e deixa bilhete dentro de Bíblia



Ao despedir-se da vida, homem de 20 anos de idade escreve algu-mas palavras quase que indecifráveis no verso do documento de alistamento militar, apodera-se de uma corda, amarra uma das extre-midades no caibro da residência e a outra no pescoço e suicida-se.
O ato tresloucado ocorreu por volta das 19 horas da última quarta-feira (12), num imóvel localizado na invasão denominada Chácara das Nuvens, em Parauapebas, tendo como vítima Wagner dos Santos Moraes, natural de São Domingos do Capim (PA).
O suicídio do rapaz foi comunicado à polícia por Carliones Correia de Sousa, cunhado da vítima. Segundo o relator, Wagner dos Santos deixou dentro de uma Bíblia o documento de alistamento militar com os seguintes dizeres: “1 ano de casado, va.ge. no dia 11 de setembro, te amo me perdoa te amo casula”.
Segundo informou Carliones Correia, o suicida estava em processo de separação da esposa Gessimara, irmã de Carliones. (Vela Pre-ta/Waldyr Silva)

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Polícia prende mais um trio envolvido com tráfico de droga

Eldineiz Oliveira Souza
 
Luana Alves Damasceno

Márcio Fonseca
Encontram-se presos em Parauapebas, desde a última segunda-feira (10), acusados de tráfico de droga, os sujeitos Eldineiz Oliveira Souza, 25 anos (natural de Parauapebas, residente na Rua Elis Regina, Bairro Chácara das Nuvens, Parauapebas); Luana Alves Damasceno, 28 anos (natural de Marabá, residente na Rua da Cooperativa, Vila Serra Pelada, Curionópolis); e Márcio Fonseca, 29 anos (natural de Eldorado do Carajás, residente no Bairro Altamira, Parauapebas).
De acordo com a polícia, o trio foi flagrado por meio de operação de campana comercializando crack nas proximidades da localidade denominada “Costa pra Rua”, no Bairro Cidade Nova.
Em testemunho feito na 20ª Seccional Urbana, o investigador de Polícia Civil Marcelo Fernando Vasconcelos Cunha declarou que na hora da abordagem dos acusados foram apreendidas três petecas de crack em poder de Eldineiz Oliveira Souza.
Segundo o IPC, por ocasião da campana os policiais presenciaram por várias vezes a movimentação dos três passando droga para usuários e recolhendo dinheiro produto da negociação considerada ilícita.
Em depoimento, Eldineiz Souza disse que as três petecas de crack encontradas em seu poder pertenciam a Luana Damasceno. Por sua vez, Luana nega que a droga lhe pertença, afirmando ser de Eldineiz.
Já Márcio Fonseca declarou em depoimento que foi detido sem dever nada, apenas porque estava nas proximidades do local onde Eldineiz e Luana foram presos pela polícia. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Dois presos por receptação e furto

Rildemar Duarte Feitosa

Adicionar legenda

Policiais do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), em Parauapebas, tiraram de circulação no último sábado (8) dois fora-da-lei: o primeiro foi Rildemar Duarte Feitosa, 19 anos, que estava pilotando uma motocicleta sem placa nas proximidades da VS-10, quando foi surpreendido pela guarnição do sargento Wanderlan. Ao notar a aproximação do carro da polícia, o rapaz tentou fugir da abordagem, mas não houve tempo para escapar.
Rildemar foi revistado pelo soldado Alves, mas nada que o incriminasse foi encontrado. Porém, ao solicitarem informações sobre a moto ao Ciop (Centro Integrado de Operações Policiais) de Marabá, os policiais foram informados de que a moto estava com registro de furto.
Imediatamente algemaram Rildemar e o levaram para a 20ª Seccional de Polícia Civil. Na DP, ouvido pela reportagem, ele disse não saber que a moto era roubada. Contou que comprou uma motocicleta do irmão dele e trocou pela moto com a qual foi encontrado, uma Honda XR 200, de um conhecido identificado apenas como Railan, que mora no Bairro da Paz.
"Fomos até a casa dessa pessoa, mas ela não se encontrava. Porém, voltaremos a fazer diligências no local para tentar encontrá-la", explicou o sargento Wanderlan.
Indagado pelo documento da motocicleta, Rildemar Feitosa disse que o tal Railan ficou de entregar a papelada para ele, mas nunca providenciou a documentação. Até ontem (10), ele continuava preso da Seccional de Polícia Civil à disposição da Justiça, acusado de receptação, incurso no artigo 180 do Código Penal Brasileiro (CPB).
Arrombador
O outro preso no sábado (8) é Edivaldo Costa Cantanhede, 33 anos, que mora no Bairro Laranjeiras, em Marabá, mas estava acatando uma casa na Rua Belém, Bairro das Chácaras, em Parauapebas.
Nesse caso, a Polícia Militar foi avisada pelo Disque Denúncia de Parauapebas (3346-2250) por populares que, em determinado endereço, uma pessoa estava furtando uma residência.
"Imediatamente, fomos ao endereço e fizemos o cerco à residência. Por ter muros altos e cerca elétrica, não pudemos entrar de imediato. Fizemos um buraco no muro e conseguimos ver o elemento na casa, com vários objetos em um carrinho de mão", conta o PM Pamplona.
Ainda de acordo com ele, ao receber voz de prisão, Edivaldo ainda tentou fugir, mas, devido ao cerco, não conseguiu, sendo levado à Delegacia de Polícia Civil.
"Apreendemos também vários objetos que ele havia furtado da casa e estavam no carro de mão, pronto para sair", conta o sargento, que chefiava a equipe formada pelos cabos César, Santarém e Paraense, e o soldado Gama.
Ouvido pela Reportagem, Edivaldo Cantanhede disse que agiu sozinho, contou que pulou o muro e entrou pela porta dos fundos. Ele também continua preso, à disposição da Justiça, enquadrado no artigo 155 do CPB, furto. (Vela Preta/Eleutério Gomes)

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Trio é acusado de tráfico de droga

Carlos Alberto Chaves
 
Antonia Cleonete Oliveira

Everson Ramos Carvalho
 

A polícia colocou atrás das grades, no último final de semana, em Parauapebas, dois homens e uma mulher acusados de praticar venda de entorpecente em pontos da cidade.
Os acusados são os indivíduos Everson Ramos Carvalho, 28 anos, conhecido por “Neném” (residente na Rua Princesa Isabel, Bairro Primavera, Parauapebas); Carlos Alberto Chaves, 21 anos (residente na Rua Rogério Cardoso, Bairro Primavera, Parauapebas); e Antonia Cleonete Oliveira, 35 anos (residente na Rua Clara Nunes, Bairro da Paz, Parauapebas).
No momento da abordagem do trio, a polícia encontrou em poder dos acusados uma porção de maconha e outra de crack. Everson Ramos, Carlos Alberto e Antonia Cleonete foram encaminhados para a delegacia de Polícia Civil, onde prestaram depoimento e se encontram à disposição da Justiça.
Procurados pela reportagem para se defenderem ou mesmo assumirem a culpa atribuída a eles pela polícia, os três acusados preferiram ficar calados. (Waldyr Silva)

Passageiro de moto morre em acidente

Francivaldo de Araújo

Sem identificação

Um trágico acidente envolvendo uma motocicleta e um caminhão deixa o piloto com ferimentos leves e o carona sem vida. O aci-dente fatal ocorreu por volta das 18 horas do último domingo (9), na estrada de acesso à Vila Palmares II, próximo de uma subestação de energia elétrica.
A vítima que transitava na garupa da moto é Francivaldo de Araújo, 22 anos, natural de Lago Verde (MA), que residia na Rua Chile, Bair-ro Parque das Nações, Parauapebas. O motoqueiro não foi identi-ficado pela polícia.
De acordo com o que apurou a reportagem junto à polícia, Franci-valdo de Araújo retornava de um balneário localizado na Vila Palma-res II montado na garupa de uma moto pilotada por um amigo dele.
Ao passar numa curva acentuada, após a subestação de rede elétri-ca, próximo da Vila Palmares Sul, o motoqueiro perdeu o controle do veículo de duas rodas e se chocou com a lateral do caminhão que vinha em sentido contrário, sofrendo ferimentos leves, enquanto que Francivaldo não teve a mesma sorte, vindo a falecer em conse-quência do baque sofrido na cabeça.
SEM IDENTIFICAÇÃO
Na madrugada de sábado (8), na Rua São Mateus, Bairro Betânia, em Parauapebas, um homem foi assassinado num terreno baldio, mas até o final da tarde de ontem (segunda-feira) o corpo da vítima ainda não tinha sido identificado por parentes ou pessoas conhe-cidas do finado. (Waldyr Silva)

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Empresária se mata com tiro no peito


Até esta segunda-feira (10), a polícia ainda não tinha qualquer infor-mação dos motivos que levaram a empresária Luciene Padias de Je-sus, 27 anos, residente na cidade de Colmeia (TO), a tirar a própria vida, disparando um tiro no peito na manhã do último sábado (8). O fato aconteceu por volta das 10 horas da manhã, dentro do banheiro do escritório do Posto Modelo, localizado na Avenida Alceu Vere-nose, no setor Alto Paraná, em Redenção.
Para praticar o ato impensado, a empresária, que era evangélica, uti-lizou um revólver calibre 38 cano curto, que, segundo funcionários, ficava guardado dentro de uma gaveta no escritório da empresa, arrendado há pouco tempo pelo esposo da empresaria, que não se encontrava em Redenção, no momento em que ela praticou a ação.
O disparo foi dado em cima do coração, provocando a morte ins-tantânea da empresaria, cujo corpo foi encontrado por um frentista às proximidades da porta do banheiro. A arma foi encontrada a pou-cos metros do corpo da vítima, que apresentava apenas uma man-cha de sangue no local onde foi dado o disparo.
Uma equipe da Polícia Civil de Redenção, que foi acionada por fun-cionários do posto de combustível, esteve no local fazendo o levan-tamentos das informações que possam revelar os motivos que força-ram a mulher a cometer o suicídio.
Até o final da tarde desta segunda-feira, o esposo da empresaria não havia comparecido na delegacia para prestar esclarecimento sobre o fato, devido estar muito abalado com a tragédia.
As primeiras informações seriam de que Luciene Padias estaria com depressão, mas somente após ouvir os familiares da vítima é que a polícia vai se pronunciar. (Blog do Dinho Santos)

Menor tenta matar jovem com faca

Conforme foi relatado em boletim de ocorrência na Delegacia de Polícia de Xinguara, Diego Borges Soares da Silva, 20 anos, foi esfaqueado à altura do ombro, por volta das 15 horas de domingo (9), em um bar localizado no setor Pagnocelli, Xinguara.
O esfaqueamento teria sido praticado por um menor de 17 anos de idade, que, sem motivo aparente, tentou matar Diego com a faca. A vítima foi socorrida e levada para Redenção, onde se encontra internada, com risco de morte. (Blog do Edmar Brito)

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Casal é preso acusado de tráfico




Encontram-se presos, desde a manhã de ontem (5), em Parauape-bas, acusados de tráfico de drogas, Francinete Maria Pessoa, 49 anos, conhecida por “Baixinha”, natural de Lago da Pedra (MA), residente na Rua Tancredo Neves, Bairro Rio Verde, Parauapebas; e Marivaldo Nunes Cutrin, 36 anos, conhecido por “Fanfan”, natural de Penalva (MA), mesmo endereço.
No momento da abordagem do casal, conforme explicou o soldado PM S.Barros, a polícia encontrou na residência dos acusados duas pepitas de crack, dois aparelhos de celular, duas balas intactas calibre 38 e a importância de R$ 441,00.
Em depoimento, “Baixinha” negou que a droga lhe pertencesse, explicou que o dinheiro era proveniente de aluguel de um ponto de sua propriedade onde funciona uma oficina mecânica, disse que os aparelhos de celular pertencem a uma amiga dela e que as munições foram encontradas na rua por um amigo do filho dela.
Segundo a polícia, a depoente já tem passagem na polícia por crime de tráfico de droga, tendo ficado detida no presídio feminino de Marabá por três anos.
Já Marivaldo Nunes Cutrin, que no último dia 25 de agosto foi preso acusado de furtar dois faqueiros de uma loja, e na oportunidade disse chamar-se Elisvaldo Marques Ribeiro, declarou em depoi-mento que fora contratado por Francinete Maria para prestar serviço de vigia no portão de atendimento dos usuários de droga, na residência de “Baixinha”, no valor de R$ 50,00 a diária. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Preso em Goiânia último acusado de matar delegado André

Em atendimento a mandado de prisão preventiva decretado no dia 7 de outubro de 2010 pelo ju-iz Líbio Araujo Moura, titular da 3ª Vara Penal de Parauapebas, a Polícia Civil do Estado de Goi-ás recolheu ao xadrez de Goiâ-nia, na manhã desta quarta-feira (5), o foragido Vailton Pereira Evangelista, 27 anos de idade, conhecido por “Wlailton”, natural de Ourilândia do Norte.
“Wlailton” é o último homem que a polícia procurava, acusado de ter executado o delegado André Luís Nunes Albuquerque no dia 3 de outubro de 2010 com dois tiros num bairro da periferia da cidade, às margens da VS 10, saída para Canaã dos Carajás, em Parauapebas.
Os outros acusados, que já se encontram presos em Belém, são os indivíduos Joel Bispo dos Santos, conhecido por “Índio”; Ronaldo Rodrigues Lopes; Roni Moura Eleoutério; e Marcos Maciel Gomes da Silva.
Em declarações prestadas à reportagem nesta quarta-feira (5), o delegado Antonio Miranda Neto, diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, informou que nos próximos dias Vailton Pereira Evangelista será recambiado de Goiânia para Belém, aonde, juntamente com os comparsas, vai aguardar julgamento da Justiça.
De acordo com a autoridade policial, o foragido foi capturado pela equipe de investigadores do delegado Lúcio Flávio, depois de um paciente trabalho do serviço de inteligência da polícia goiana.
Segundo ainda o delegado, além da morte do delegado André, Vailton Evangelista é acusado, também, de praticar assaltos nos estados do Maranhão (Carolina e João Lisboa) e Pará (Paraua-pebas), crimes ocorridos antes do assassinato do delegado. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Motoqueiro assassina desafeto com seis disparos de arma de fogo



Até o fechamento desta matéria, a polícia ainda tinha identificado e colocado na cadeia o pistoleiro que por volta das 20 horas da última segunda-feira (3) alvejou um homem em via pública com seis dis-paros de arma de fogo.
A vítima fatal é Gilson das Chagas Carvalho da Silva, 42 anos, conhecido por “Faísca”, natural de São Luís (MA), que residia na Rua Olavo Bilac, Bairro Liberdade II, Parauapebas. O homicídio ocorreu na esquina das ruas Pedro Miranda e Antonio Bandeira, Bairro Liberdade II, praticado por um homem que pilotava uma moto XTZ cor clara, cuja placa não foi anotada.
Em depoimento prestado à Polícia Civil, André Luís dos Santos Oliveira, 22 anos, natural de São Pedro da Água Branca (MA), residente na Rua Pedro Miranda, Bairro Liberdade II, contou que estava na companhia da vítima quando o amigo foi sumariamente executado a bala
Segundo revelou André Luís, o motoqueiro apareceu de repente numa área escura da rua, deu luz alta, fez os disparos e saiu rapidamente do local. Ele conta que ao ouvir os primeiros disparos saiu correndo, temendo ser atingido também.
Por causa da escuridão, a testemunha disse não poder ter visualizado as feições do pistoleiro, que usava capacete. André Luís informou também que Gilson “Faísca” era usuário de maconha, mas não soube informar o motivo do crime. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Polícia agarra mais um acusado de tráfico de droga



De posse de informações repassadas pela comunidade ao sistema Disque Denúncia (3346-2250), dando conta que um indivíduo estava comercializando droga no Bairro Guanabara, em Parauapebas, uma guarnição do Grupo Tático de Operações (GTO) da Polícia Militar, composta pelo sargento Edilson e soldados Alberto, Daniel e Fer-rais, foi ao local indicado e prendeu o acusado.
Trata-se do sujeito Adenilton da Conceição Souza, 19 anos, conhe-cido por “Deni”, residente na Rua Cláudio Coutinho, Bairro Guana-bara, Parauapebas, que foi capturado na residência dele por volta das 17h40 da última sexta-feira (31),
De acordo com o que informou o sargento Edilson à reportagem, fo-ram apreendidos em poder de “Deni” três pedras de crack, pesando 93,3 gramas, um aparelho de som com duas caixas e um aparelho de DVD.
“No momento da chegada da polícia, o indivíduo tentou empreen-der fuga pelo quintal da casa, mas foi agarrado a tempo pelos poli-ciais e conduzido para a delegacia”, informou o sargento, acrescen-tando que Adenilton já esteve preso noutra ocasião, envolvido também em tráfico de drogas, foi liberado e agora cai novamente nas malhas da polícia.
Procurado para conversar com o Jornal, Adenilton da Conceição preferiu ficar calado, perdendo a oportunidade de se defender ou mesmo assumir a culpa pela qual está sendo acusado. (Vela Preta/Waldyr Silva)