quinta-feira, 31 de maio de 2012

Pistoleiro fuzila desafeto com dois tiros no Bairro Vila Rica



Ainda é desconhecida da polícia a identidade do pistoleiro que acabou com a vida de Zorian Kleider Cortes Barros, 39 anos, natural de Porto Franco (MA), que residia na Travessa São Paulo, Bairro Primavera, Parauapebas, executado com dois disparos de arma de fogo, um nas costas e outro na cabeça.
O homicídio ocorreu por volta das 20 horas da última segunda-feira (28), num bar localizado na Rua Gibraltar, Bairro Vila Rica, em Parauapebas. O autor dos disparos chegou ao bar pilotando uma moto, estacionou o veículo e atentou contra a vida do desafeto.
Quando a polícia chegou ao local do crime, o corpo de Zorian Kleider já tinha sido removido para o hospital municipal, onde veio a óbito minutos depois, em consequências do ferimentos.
De acordo com o delegado Bruno Fernandes de Lima, a polícia continua investigando o homicídio, por meio de familiares da vítima e testemunhas que presenciaram o crime. Uma das informações dá conta que Zorian teria discutido com uma pessoa um dia antes do assassinato na Vila Palmares, “mas ainda não temos elementos suficientes para chegar até esse suspeito”.
Outra informação de testemunhas, conforme revelou a autoridade policial, diz que Zorian Kleider estaria envolvido em negócios ilícitos na cidade, mas esta situação ainda não foi comprovada pela polícia. (Vela Preta/Waldyr Silva)

TAC suspende medida liminar e sugere reforma de carceragem



Cel. PM Jean Marcel  e diretor Zaqueu Silva

Um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) lavrado na última terça-feira (29) em Parauapebas pelo Ministério Público Estadual e firmado com o Governo do Estado suspende por 90 dias o feito do cumprimento de medida liminar referente à interdição da carceragem municipal do Bairro Rio Verde, que passará por processo de reforma em suas celas e áreas administrativas.
O TAC foi assinado pelos promotores de Justiça substitutos, João Batista de Araújo Cavaleiro de Macêdo Júnior (4ª PJ de Paraua-pebas) e Bruna Rebeca Paiva de Morais (5ª PJ de Parauapebas); procuradora do Estado do Pará, Lígia de Barros Pontes; e pelo representante da Superintendência do Sistema Penal, ten-cel. PM Jean Marcel da Costa Salim.
Por sua vez, o requerimento apresentado pelo Ministério Público foi deferido pelo juiz Líbio Araujo Moura, titular da 4ª Vara Criminal da Comarca de Parauapebas.
De acordo com o termo de compromisso de ajustamento de conduta, as obras de reparos no prédio da carceragem municipal, que tiveram início no mesmo dia em que o TAC foi celebrado, portanto, na última terça-feira (29), constam de reforço na laje das três celas, troca da cobertura (telhado), reforma de todas as grades, construção de quatro banheiros e reforma de outros dois existentes, construção de calçada externa, troca total das instalações elétricas e hidráulicas, além de pintura completa do estabelecimento.
Quanto ao controle da quantidade de detentos na carceragem, será adotada uma espécie de “gatilho” que funcionará para regular o número máximo de presos nas celas, de forma que não permaneçam encarcerados mais do que 80 pessoas no espaço em que funciona a carceragem.
“Em caso de descumprimento injustificado do presente ajustamento de conduta, fica determinado o pagamento de multa pecuniária no valor de R$ 1.000,00/dia, a ser destinada ao fundo estadual de inte-resses difusos”, diz parágrafo do documento.
DIRETOR DA CARCERAGEM
Ouvido pela reportagem nesta quarta-feira (30), o novo diretor da carceragem de Parauapebas, Zaqueu Costa e Silva, que assumiu as funções no último dia 22, explicou que as celas da cadeia vão ser reformadas uma de cada vez, para dar mais segurança tanto para os custodiados como para os agentes prisionais e os operários da obra.
Zaqueu Costa e Silva revelou que nesta sexta-feira (1º), ou segunda-feira, o Governo do Estado deve publicar no Diário Oficial edital para contratação de empresa que vai construir um novo presídio em Parauapebas, às margens da rodovia PA 160, sentido Canaã dos Carajás. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Internos são capacitados para projetos da Colônia Heleno Fragoso



Cerca de 200 detentos e sete técnicos da Colônia Agrícola Heleno Fragoso (CAHF) estão recebendo capacitação, nos meses de maio e junho, para atuarem nos projetos que vão reestruturar o pólo produtivo do local.
Os cursos, divididos em duas etapas – teórica e prática -, são mi-nistrados pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), secretarias de Agricultura (Sagri) e de Pesca (Sepaq) e Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), nas áreas de ole-ricultura, que trabalha o cultivo de hortaliças; palmípedes (criação de patos); piscicultura; meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão); suinocultura, grãos e tubérculos.
Ana Carolina Palheta, técnica agrícola da CAHF, participou do curso de piscicultura e contou que aprendeu como preparar a área para a criação de peixes de água doce. “Os internos vão participar do mesmo curso e utilizar as técnicas para a área comercial, o que facilita a entrada no mercado de trabalho”, explicou.
De acordo com o instrutor de olericultura, engenheiro agrônomo Jorge Gibson, o curso proporciona novos conhecimentos, mudança na vida dos internos e o abastecimento das unidades do pólo penitenciário de Santa Izabel, com produção animal e vegetal, ou seja, alimentação de boa qualidade.
O interno Jorge Duarte, custodiado na CAHF, conta que os cursos são também uma oportunidade de crescimento profissional. “Essa capacitação, além de ajudar a ocupar a mente, vai me ajudar a ganhar dinheiro, porque estou planejando levar o conhecimento adquirido para um terreno que eu tenho”, conta.
A proposta inicial do projeto começou a ser elaborada em novem-bro do ano passado pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), em parceria com a Emater, Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Universidade Federal do Pará (UFPA), Sagri, Companhia de Saneamento Básico do Pará (Cosanpa) e o Instituto de Terras do Pará (Iterpa).
O resultado foi um grande projeto que garantirá o abastecimento de alimentos das unidades prisionais do pólo de Santa Izabel, além da capacitação, profissionalização e ressocialização dos detentos.
O investimento é de aproximadamente 213 mil reais, que ajudarão a transformar a realidade não só dos que cumprem pena na colônia agrícola, mas também das famílias que vivem no entorno do pólo. (Nara Pessoa – Susipe)

terça-feira, 29 de maio de 2012

Bandidos matam motorista e roubam veículo



Dois bandidos chegaram numa moto usando capacete, anunciaram o assalto, executaram o motorista e fugiram levando uma caminhonete modelo Amarok (de cor branca e placa NVR 8560). O latrocínio ocorreu por volta das 19 horas do último domingo (27), no Bairro Esplanada, Parauapebas, e teve como vítima Ronaldo Marlos de Souza, 45 anos, comerciante, natural de Teodoro Sampaio (SP), que residia na Rua B, Bairro Cidade Nova. Parauapebas.
De acordo com depoimento prestado à polícia por um sobrinho da vítima, Ronaldo Marlos de Souza conduzia a caminhonete quando foi abordado pelos dois elementos, que chegaram armados monta-dos na motocicleta. Ao anunciar o assalto, um dos bandidos tomou o lugar da vítima e passou a dirigir a picape, enquanto o outro seguiu de moto.
Pouco distante dali, Ronaldo Marlos foi assassinado à queima-roupa com um tiro na cabeça, teve o corpo jogado ao chão e o pistoleiro ainda passou os pneus do veículo sobre os pés da vítima e saiu em disparada com a caminhonete na direção de Curionópolis. Após o latrocínio, um parente da vítima seguiu os latrocidas até a cidade de Eldorado do Carajás, mas acabou perdendo de vista os bandidos.
Segundo o delegado Bruno Fernandes de Lima, é possível que os bandidos já viessem seguindo a vítima desde o lava-jato até a garagem onde o veículo ia ser guardado por Ronaldo Marlos. De acordo com o delegado, a polícia continua investigando o caso, com previsão de localizar e colocar os bandidos na cadeia até o meio desta semana. Uma das orientações da polícia é que as vítimas não reajam a qualquer tipo de assalto. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Ladrões roubam celular de vítima e são agarrados pela polícia



Minutos depois de terem assaltado com uma faca uma vítima na via pública da cidade, dois indivíduos, mais tarde identificados por Val-ter dos Santos Lima (foto) e um adolescente de 15 anos de idade, foram detidos e conduzidos à delegacia por uma guarnição da Polícia Militar, integrada pelo sargento Erivaldo e o soldado Barbosa.
O assalto ocorreu por volta das 23 horas do último domingo (27), na Rua Sol Poente, esquina da Rua São Francisco, Bairro da Paz, em Parauapebas, e teve como vítima Jefferson Fontinele Borralho.
No boletim de ocorrência, o sargento PM Erivaldo conta que foi co-municado sobre o assalto, saiu em perseguição dos acusados e mi-nutos depois os assaltantes foram reconhecidos pela vítima na Rua Clara Nunes, Bairro da Paz. O celular foi devolvido a Jefferson Fontinele e os acusados levados para delegacia, onde o adolescente foi ouvido e liberado, enquanto Valter Lima ficou preso à disposição da Justiça. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Encontrados dois corpos de homem sem vida em Parauapebas

Vítima sem identificação

Jorian Laurentino

Dois corpos humanos, um deles até então sem identificação, e o outro identificado como Jorian Laurentino Dantas da Silva, 35 anos, motorista, foram encontrados em Parauapebas neste final de semana em adiantado estado de decomposição.
O corpo do homem até então sem identificação foi localizado no final da tarde da última sexta-feira (25) debaixo de uma ponte sobre as águas de um igarapé que corta a estrada de acesso à ferrovia, nas proximidades do Parque de Exposições Agropecuárias de Paraua-pebas, a quatro quilômetros do centro da cidade.
Numa avaliação preliminar do delegado plantonista Bruno Fernandes de Lima, ele acha ser possível que a vítima tenha morrido entre dois ou três dias, pois o corpo já exalava mau odor e apresentava visíveis sinais de putrefação.
Com relação a Jorian Laurentino Dantas da Silva, o corpo dele foi encontrado sem vida por volta de 1 hora da madrugada desta segunda-feira (28) num cômodo da residência onde a vítima morava, na Rua São João, Bairro Rio Verde.
Segundo o delegado, Jorian Laurentino sofria de pressão arterial alta e de sexta-feira para sábado (26) teria ingerido bastante bebida alcoólica e talvez por este motivo o problema de saúde tenha se agravado e veio a óbito.
De acordo com o que apurou a reportagem, a vítima foi localizada por uma namorada, que bateu à porta do quarto de Jorian Laurentino e ele não atendeu ao chamado, mas percebeu que o ventilador estava ligado. Desconfiada de que poderia ter acontecido alguma coisa com o namorado, a moça chamou alguns vizinhos e juntos arrombaram a porta do imóvel e se depararam com o homem morto ao chão. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Polícia desarticula esquemas de tráfico de drogas em Itupiranga



A Polícia Civil cumpriu quatro mandados de busca domiciliar e prendeu duas pessoas em flagrante por tráfico de drogas, durante operação policial, em Itupiranga, sudeste do estado.
Sob a coordenação dos delegados Alberto Teixeira, titular da Superintendência Regional do Sudeste do Pará, e Vinícius Neves, de Itupiranga, a ação policial foi realizada com base em dois meses de investigações efetuadas pela equipe de policiais civis da Superin-tendência, composta pelos investigadores Munhoz, Nelson e Frailan. Também estiveram na operação os delegados José Humberto de Melo Júnior e Rodrigo Paggi, de Marabá.
Os policiais fizeram levantamentos para identificar traficantes de drogas responsáveis pela proliferação das drogas em Itupiranga. O trabalho resultou em um relatório circunstanciado com informações detalhadas sobre o paradeiro e atuação dos traficantes. As informa-ções foram divulgadas nesta sexta-feira (25).
Após as investigações preliminares, a Polícia Civil representou junto ao Poder Judiciário local pela decretação da prisão preventiva de Fábio Costa Fiel, de apelido “Pisca”, e Solange Maria Bandeira, co-nhecida por “Loira”. Também foi solicitada a quebra da inviolabi-lidade de domicílio em quatro imóveis na cidade.
As representações foram analisadas e deferidas pelo juiz de Direito de Itupiranga, Alexandre Hiroshi Arakaki, que expediu os mandados cumpridos. Assim, a equipe policial cumpriu as ordens de busca domiciliar em casas situadas na Rua Santo Antônio, Centro, onde foi presa Solange, e na Rua São Francisco, Bairro Caveirinha, onde foi flagrado Fábio. Outros dois endereços apontados como pontos destinados à comercialização de drogas foram abordados.
Os acusados foram devidamente ouvidos nos autos do inquérito policial instaurado para apurar crimes de tráfico de drogas e as-sociação para fins de tráfico de entorpecentes, sob presidência do delegado Vinícius Neves. A operação policial prossegue no muni-cípio durante o final de semana. (Fonte: Site da Polícia Civil)

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Penetra tenta impedir fim de festa e ainda esfaqueia anfitrião


Depois de participar de uma festinha de amigos, com churrasco e bebida alcoólica, um penetra, que foi levado ao evento particular por convidados, deu à louca e tentou impedir que o dono da casa en-cerrasse a brincadeira, e ainda aplicou pauladas na cabeça do anfi-trião e várias facadas no corpo da vítima, que até esta quarta-feira (23) corria risco de morte num leito do Hospital Municipal de Parauapebas.
O acusado é Luís de Araújo Rocha, 24 anos, solteiro, natural de Santa Luzia (MA), residente na Rua Santa Maria, Bairro da Paz, Pa-rauapebas, enquanto a vítima é Francisco Sérgio do Nascimento dos Santos, residente na Rua Aracaju, Bairro Guanabara, em Parauape-bas.
O caso foi registrado na delegacia de polícia pela companheira da vítima, Elisângela da Costa Silva, 19 anos. Segundo a depoente, as agressões contra o marido dela ocorreram por volta das 23h30 da última terça-feira (22), na residência do casal.
Segundo depoimento de Elisângela Silva, o agressor chegou à casa da vítima com amigos para participar do churrasco. Por volta das 23 horas, o dono da casa avisou que a brincadeira ia acabar, pois ele te-ria que dormir e acordar cedo, e foi quando Luis Rocha se rebarbou e disse que a festa ia continuar. E começou uma discussão, com os dois se agredindo fisicamente.
Ela conta que o penetra se apoderou de um pedaço de pau e atingiu a cabeça de Francisco Sérgio e depois de uma faca e desferiu vários golpes na vítima, que foi socorrida e encaminhada ao HMP pelo Corpo de Bombeiros. Horas depois do esfaqueamento a polícia localizou Luis Rocha e o prendeu.
Na delegacia, o acusado disse não lembrar que tenha esfaqueado a vítima, pois estava bastante embriagado. Lembra apenas de uma discussão que ocorreu na casa da vítima, que teria se apoderado de uma faca e para se defender ele deve ter golpeado Francisco Sérgio. (Vela Preta/Waldyr Silva)

terça-feira, 22 de maio de 2012

Sete traficantes colocados atrás das grades em Curionópolis

Adenilson Almeida Nascimento

Cleiton Xavier e Hélio de Souza
 
Wengles Martins Souza, Meciê Souza Leite e Wallace Dias Costa

Evandro Firmino da Silva

A Polícia Civil colocou no xadrez municipal de Curionópolis, na ma-drugada do último domingo (20), sete indivíduos acusados de co-mercializar drogas naquele município. Os presos são os elementos Adenilson Almeida Nascimento, Wengles Martins Souza (20 anos), Meciê Souza Leite (20 anos), Wallace Dias Costa (18 anos), Cleiton Xavier, Hélio de Souza e Evandro Firmino da Silva (45 anos), que seria o líder do bando.

Com os acusados a polícia encontrou uma pequena quantidade de droga, R$ 2 mil em espécie, R$ 3 mil em cheques e R$ 2.100 em notas promissórias.
Com exceção de Adenilson Almeida Nascimento, que foi preso em Curionópolis, os demais acusados foram detidos no distrito de Ser-ra Pelada e encaminhados para a sede do município.
Ouvido pela reportagem, o delegado Tiago Carneiro Rodrigo expli-cou que o monitoramento dos acusados vinha sendo feito pelo serviço de inteligência da polícia há dois meses e no momento certo fez a abordagem dos indivíduos e suas respectivas detenções e agora eles ficam à disposição da Justiça para pagar pelo que crime que cometeram.
Em poucas palavras mantidas com a reportagem, Adenilson Nasci-mento, Wengles Souza, Meciê Leite e Wallace Costa protestaram sobre os motivos pelos quais eles foram presos, acusados de tráfico de droga, pois se dizem apenas usuários, e que foram encontrados em poder deles somente quatro petecas de crack. (Vela Preta-Waldyr Silva)

Seccional Urbana instala câmeras no prédio da Delegacia de Polícia





O diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil em Parauapebas, delegado Antonio Miranda Neto, instalou na última semana um circuito fechado de filmagem no prédio da repartição pública, posicionando várias câmeras em pontos estratégicos da Delegacia de Polícia, e uma central em seu gabinete, para onde se concentram as imagens colhidas.
À reportagem, o delegado Antonio Miranda Neto explica que o sistema de filmagem interno visa proporcionar à direção da Seccional Urbana acompanhamento das atividades do órgão, sem que o diretor tenha que se deslocar de sua sala, pois observa o atendimento das pessoas que procuram diariamente a delegacia, os policiais e demais servidores públicos pelo monitor de imagens, além de controle das celas prisionais.
Antonio Miranda se vangloria de Parauapebas se destacar como a primeira delegacia de polícia a contar com este sistema de vigilância no interior do estado, mas sublinha que a iniciativa faz parte de um cronograma de serviços da Secretaria de Estado de Segurança Pública, “e nós saímos na frente”, completa.
Segundo ainda o delegado, os equipamentos de filmagens e armazenamento de imagens foram adquiridos com recursos oriundos de penas alternativas que são transformadas pela 3ª Vara Criminal em pagamento de pequenas multas, sendo que parte destas verbas é repassada à delegacia de polícia.
TELEFONE
Depois de instalado o sistema de filmagens nas instalações da delegacia, o diretor informa que nos próximos dias a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil vai contar, também, com telefone fixo interno que ficará à disposição do cidadão, para que este possa usá-lo e fazer eventuais reclamações de mau atendimento naquela repartição pública.
“A ligação feita pelo usuário vai cair diretamente no celular institucional do delegado-diretor e também no setor de avaliação da instituição”, revela a autoridade policial. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sábado, 19 de maio de 2012

Acusados da morte do delegado André são ouvidos em Parauapebas





Acompanhados de seus respectivos advogados, foram ouvidos em audiência de instrução e julgamento na última quinta-feira (17) pelo juiz Líbio Araujo Moura, titular da 3ª Vara Criminal de Parauapebas, os réus Joel Bispo dos Santos, conhecido por “Índio”, 32 anos de idade, natural de Conceição do Araguaia; e Roni Moura Eleoutério.

Roni Moura e Joel Bispo são os principais acusados pelo assassinato do delegado André Luís Nunes Albuquerque ocorrido no dia 3 de outubro de 2010 com dois tiros num bairro da periferia da cidade, às margens da VS 10, saída para Canaã dos Carajás, em Parauapebas. Delegado André Albuquerque respondia pela direção da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil.

Joel “Índio” e Roni Moura foram capturados pela polícia, meses depois do homicídio, nas cidades de Açailândia (MA) e Araguaina (TO), respectivamente. Dois outros acusados continuam foragidos da Justiça.

Além dos principais acusados pela morte do delegado, foram ouvidas também pelo magistrado na audiência de instrução e julgamento algumas testemunhas que figuram no inquérito que apura o assassinato da autoridade policial.

O interrogatório, que teve início por volta das 14 horas e encerrou no início da noite de quinta-feira (17), na sala de audiência da 3ª Vara Criminal, localizada no prédio do Fórum Juiz Célio Rodrigues Cal, foi acompanhado por membros do Ministério Público Estadual, que tem até 10 dias para se pronunciar sobre a data de julgamento dos réus.

A imprensa não teve acesso ao conteúdo dos depoimentos colhidos dos acusados e testemunhas. Foi facultado apenas o registro de imagens na abertura da audiência. (Waldyr Silva)

Vice-prefeito de Eldorado do Carajás sofre acidente na PA 275



Já se encontra em casa, restabelecendo-se das fraturas que sofrera em acidente de carro na rodovia PA 275, o vice-prefeito de Eldo-rado do Carajás, Euclídes Souza. O acidente ocorreu nas proximi-dades da cidade de Curionópolis, no final da manhã da última quinta-feira (17).
No acidente, segundo apurou a reportagem, Euclídes Souza fraturou a perna e o pé esquerdos, recebeu os primeiros socorros no hospital municipal de Eldorado do Carajás e foi encaminhado pelo Samu para hospital de Marabá, onde se submeteu a cirurgia, teve alta e voltou para casa, onde deve permanecer em repouso durante 20 dias.
À reportagem, o motorista Eunuquis Fernandes da Silva, 50 anos, natural de Araguatins (TO), contou que dirigia normalmente o caminhão de placa JTF 1177 (Marabá) na rodovia PA 275, saindo de Curionópolis para Eldorado, quando de repente percebeu uma picape Saveiro (placa OBU 7158-Eldorado) transitando na sua direção.
“Não tive como evitar o acidente, e aí fui batido pela lateral esquerda da picape, que quebrou a direção. Com a batida, perdi o controle do caminhão e desci barranco abaixo”, explica o condutor do carro maior. (Waldyr Silva)

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Um dos assassinos de homem no Bairro Nova Vida é preso




Dois dias depois de um trio ter assassinado com tiros de revólver calibre 38 e pauladas o indivíduo Manoel da Cruz de Sousa, 36 anos, natural de Barro Duro (PI), que residia na Rua Tom Jobim, Bairro Nova Vida, em Parauapebas, a polícia localizou e prendeu Tiago Pereira Lima e identificou os outros dois acusados, que, segundo a polícia, devem ser colocados atrás das grades nos próximos dias.
O homicídio contra a vida de Manoel da Cruz ocorreu por volta de 18h30 do último domingo (13), na frente da casa onde a vítima morava. Matéria foi veiculada na edição anterior do CT. Tiago Pereira Lima foi preso na tarde da última terça-feira (15), na periferia da cidade.
Delegado Antonio Miranda explica que, como já havia passado o período de flagrante, a Policia Civil representou pela prisão preventiva de Tiago na 3ª Vara Criminal e o juiz Líbio Araujo Moura acatou a petição, mandando prender o acusado.
A autoridade policial destaca a importância de a sociedade de Parauapebas colaborar com a polícia, informando paradeiros de pessoas suspeitas em crime pelo sistema de Disque Denúncia (3346-2250), pois a identidade dos informantes será sempre preservada. Tiago Pereira Lima não quis falar com o Jornal. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Preso homicida que ceifou a vida de desafeto em dezembro de 2011


Encontra-se preso na carceragem municipal do Bairro Rio Verde, em Parauapebas, desde a última segunda-feira (14), o indivíduo Aris-tóteles de Sousa Bezerra (foto), 24 anos, natural de Bacabal, resi-dente na Rua Monteiro Lobato, Bairro Guanabara, em Parauapebas.
Aristóteles é acusado de matar Francisco das Chagas da Silva Lisboa, que na época tinha 28 anos de idade, no dia 29 de dezembro do ano passado, no Bairro da Paz. O fato foi noticiado na edição 2309 (2 de janeiro de 2012) do CORREIO DO TOCANTINS.
A prisão de Aristóteles Bezerra só foi possível depois que Moano da Silva Lisboa, irmão da vítima, avistou o acusado na via pública, conversou com ele, para se certificar de que era ele mesmo e depois da conversa chamou a Polícia Militar, que o deteve e encaminhou à Delegacia de Polícia Civil.
Em declarações prestadas à reportagem, Moano da Silva Lisboa contou que ainda chegou a perseguir o assassino do irmão dele, após o crime, mas ele conseguiu escapar. “Nesta segunda-feira (14), eu estava passando na rua e me deparei com ele. Tomei um susto, mas tive coragem de conversar numa boa, sem dizer que eu era parente da vítima, e ele acreditou nas minhas palavras. Infeliz do homem que acredita na palavra do outro. Ele acreditou e em cinco minutos acionei uma viatura do Tático e agora ele vai responder na cadeia pelo crime que cometeu”, declarou Moano Lisboa.
Ele lembra que no dia do crime Francisco das Chagas se encontrava na casa dele (vítima) desde o dia anterior ingerindo bebida alcoólica e consumindo crack na companhia de Aristóteles Bezerra e outro desconhecido, alto, com tatuagem de um sol abrindo no braço direito.
Segundo o cabo PM Olivan, o acusado nega ter cometido o homi-cídio, colocando a culpa numa terceira pessoa, mas as testemunhas asseguram que foi ele mesmo que acabou com a vida da vítima.
À reportagem do CORREIO, Aristóteles Bezerra sustenta que o crime ocorreu por causa de um celular que a vítima teria furtado do suposto matador, mas ele nega que tenha acabado com a vida de Francisco das Chagas. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Pistoleiros executam duas vítimas nas proximidades do Detran

Abraão Barbosa da Rocha

Marcos Dhone Gomes da Silva

Até ontem à tarde (quarta-feira), a polícia ainda não tinha pistas seguras para identificar e colocar na cadeia os três pistoleiros que por volta das 15h30 da última terça-feira (15) assassinaram Abraão Barbosa da Rocha, 37 anos, natural de Juazeiro (BA), na casa onde a vítima residia, localizada às margens da estrada de acesso à ferrovia, nas proximidades da agência do Detran, em Parauapebas, e o empregado de Abraão Rocha, Marcos Dhone Gomes da Silva, 26 anos, natural de Brasília (DF).
Marcos Dhone, que foi atingido por dezenas de chumbo disparadas por arma de fogo tipo espingarda, chegou a ser encaminhado ainda com vida para o hospital público municipal, mas não resistiu aos ferimentos e veio a falecer por volta das 22 horas de terça-feira (15).
De acordo com o delegado Antonio Miranda Neto, a linha de investigação da polícia é sobre crime de encomenda, baseada nos moldes pelos quais as vítimas foram abatidas. “Nossa expectativa era que tão logo Marcos Dhone fosse recuperado dos ferimentos íamos tomar o depoimento dele e obter detalhes sobre os pistoleiros, mas, infelizmente, ele morreu”, lamenta a autoridade, acrescentando que os pistoleiros entraram pelos fundos da residência e dispararam contra a vítima, chegando a atingir o funcionário.
Após a consumação do homicídio, os três elementos fugiram numa moto na direção da zona rural do município. O imóvel onde Abraão residia e foi assassinado pertencia a Abimael, irmão da vítima, que foi assassinado em Marabá em 7 de dezembro de 2011.
MORTES DE IRMÃOS
No dia 26 de dezembro de 2010, em um bar localizado na Vila Paulo Fonteles, zona rural do município de Marabá, ao ser abordado por uma guarnição da Polícia Militar, composta pelo sargento Carlos e o soldado Moreira, um irmão de Abraão Rocha, Adilson Barbosa da Rocha, conhecido por “Bida”, 39 anos na época, surpreendeu os PMs, disparando dois tiros contra o soldado Moreira com uma pistola 380 e em seguida foi alvejado pelo sargento Carlos.
O primeiro tiro contra o policial acertou no colete à prova de balas, mas o segundo atingiu mortalmente o PM, abaixo de um dos braços, com o balote transfixando o coração da vítima. Os dois tiveram morte instantânea.
Ainda baleado, o soldado Moreira chegou a acertar um tiro em “Bida”, que em seguida foi atingido mortalmente pelo sargento Carlos, sentado na cadeira do bar.
Em 7 de dezembro do ano passado, em Marabá, outro irmão de Abraão Rocha, desta vez Abimael Barbosa da Rocha, 33 anos na época, foi também assassinado, sob a suspeita de envolvimento em negócios de corretagem na área de mineração, ramo em que Abimael passara a dedicar-se há pouco mais de um ano antes de morrer, quando abandonou a agiotagem. (Vela Preta/Waldyr Silva)

terça-feira, 15 de maio de 2012

Trio acaba com a vida de homem considerado pacato no bairro


Por motivos aparentemente banais, três homens, um deles identificado apenas por “Loirinho”, assassinaram com tiros de revólver calibre 38 e pauladas o indivíduo Manoel da Cruz de Sousa, 36 anos, natural de Barro Duro (PI), que residia na Rua Tom Jobim, Bairro Nova Vida, Parauapebas. O homicídio ocorreu por volta de 18h30 do último domingo, num conjunto de quarto próximo de onde a vítima morava.
De acordo com Antonio Rodrigues, 36 anos, natural de Castelo do Piauí (PI), residente na Rua Afonso Arinos, Bairro Nova Vida, Parauapebas, cunhado da vítima, Manoel da Cruz era pessoa pacata e trabalhadora, não tinha envolvimento com entorpecentes e também não tinha rixa ou inimizade com nenhum dos acusados.
O CRIME
Conforme apurou a reportagem junto à polícia, a vítima foi assassinada simplesmente porque chegara até o “condomínio de quartos” para avisar a uma mulher que deixara o filhinho dela na casa de Manoel da Cruz estava chorando copiosamente.
No momento em que a vítima se encontrava na vila de quartos, chegaram três elementos montados numa motocicleta Honda CG Titan, avisando para que Manoel da Cruz não se metesse na vida deles, pois “somos bandidos, somos do mal, da rua e fazemos o mal!”.
A vítima teria chegado a pedir que os três homens deixassem ele em paz, pois só tinha ido ao condomínio chamar a mãe da criança que chorava muito, mas seus apelos não foram atendidos.
Em seguida, um dos indivíduos se apoderou de uma faca e desferiu um golpe num dos braços da vítima e então, de acordo ainda com depoimento de Antonio Rodrigues, “Loirinho” tirou da cintura um revólver e passou a disparar contra Manoel da Cruz, que tentava se defender com uma cadeira de plástico, mas foi mortalmente atingido, quando então o trio se evadiu na moto para rumo não sabido, depois de efetuar várias pauladas na cabeça da vítima. (Vela Preta/Waldyr Silva)

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Casa lotérica assaltada em Xinguara

A casa lotérica El Shadai, localizada na Rua Duque de Caxias, em Xinguara, foi alvo de assaltantes na quinta-feira (10), durante horário de expediente, quando dois indivíduos, armados, abordaram e obri-garam o dono do estabelecimento a entregar a quantia de R$ 29 mil que estava nas gavetas dos caixas.
A ação teria sido rápida e quase não foi percebida pelos clientes que se encontravam no interior da casa lotérica. O fato foi registrado na Delegacia de Polícia de Xinguara pelo proprietário do estabeleci-mento. (Fonte: Blog Edmar Brito)

domingo, 13 de maio de 2012

Rio Maria reclama atenção do Governo do Estado

A cidade de Rio Maria, localizada no sul do Pará, sente a neces-sidade da presença do Governo do Estado, pois hoje se encontra completamente sem juiz na comarca, sem promotor, sem delegado e sem escrivão.
Até a reforma do prédio da Delegacia de Polícia foi feita graças à iniciativa da população, que, sensível às necessidades dos presos, se uniu com o Conselho Carcerário e juntos reformaram o prédio, que ainda assim continua somente com um policial para tomar conta dos detentos.
Esse tipo de descaso com a cidade deixa a população insatisfeita com a falta de apoio por parte do governo estadual. Imagine que para se registrar uma simples ocorrência é preciso ir até a vizinha cidade de Xinguara, onde tem delegado permanente.
Outra situação que chama atenção é a do Fórum local, que desde a saída do juiz Roberto Cezar (promovido para Belém) continua sem magistrado e sem promotor, com mais de 6 mil processos parados.
A ausência do estado e o descaso com que a cidade é tratada fazem com que a população reforce o desejo da redivisão territorial do estado, pois entende que se assim fosse melhor seria atendida. (Isnaldo Alves e Nono de Rio Maria).

sábado, 12 de maio de 2012

Criança de seis anos é atropelada e morta por um ônibus

Talison Vieira da Silva, de apenas 6 anos de idade, natural de Pa-rauapebas, onde residia com os pais na Rua Lima Sobrinho, no Bairro Liberdade II, ao circular na via pública pedalando uma bi-cicleta, foi vítima de atropelamento fatal causado por um ônibus.
De acordo com o sargento PM Erivaldo Silva, o acidente ocorreu por volta das 16h40 da última quinta-feira (10), na esquina das ruas Espírito Santo e Belo Horizonte, no Bairro Liberdade. Conforme testemunhas oculares, o garoto pedalava uma bicicleta quando foi atropelado e esmagado por um ônibus da empresa Pinheiro de placa DJF 2874-Parauapebas.
O motorista, cuja identidade não foi revelada pela polícia à impren-sa, evadiu-se do local de acidente sem prestar socorro à vítima, mas horas depois se apresentou à delegacia de polícia, onde teria prestado depoimento.
OUTRA MORTE
Também na última quinta-feira (10), faleceu no hospital munici-pal “Teófilo Soares” o paciente Ademar Dias de Sousa, 45 anos de idade, após ser submetido a procedimento cirúrgico em decorrência de ter sofrido esfaqueamento no dia 1º do corrente, em via pública, em Parauapebas.
Segundo a polícia, no momento em que fora internado na casa de saúde pública, Ademar Dias de Sousa teria informado que residia na Rua Santa Marta nº 25, Bairro da Paz, mas, ao procurar o endereço para informar sobre o falecimento do enfermo, servidor do hospital não teria encontrado nenhum parente ou conhecido da vítima. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Cavalaria da PM comemora seu dia



Aconteceu na manhã desta quinta-feira (10) solenidade em come-moração ao Dia da Cavalaria, realizada no Regimento de Polícia Montada “Cassulo de Melo”, em Belém, com a presença de perso-nalidades, praticantes e familiares do programa de Equoterapia da PMPA e do público convidado, que foi prestigiar o aniversário da Cavalaria da PM, que, embora tenha sua data de criação em feve-reiro, comemora sua criação no dia 10 de maio, em virtude da magnitude da data militar.
O major PM Viana, comandante do Rpmon, destacou em seu pro-nunciamento a importância de manutenção da memória e da tradição que orgulham todos os cavalarianos e todos aqueles que têm afinidade com a mais antiga arma militar e a memória do Patrono da Arma de Cavalaria, Marechal-de-Exército Manoel Luis Osório.
No evento, houve a entrega de premiações aos policiais destaques, do Diploma de “Amigo do Rpmon”, além da concessão da Láurea do Mérito Pessoal e a das Medalhas de Bons Serviços, de 10 e 20 anos, aos policiais da OPM.
A solenidade foi presidida pelo coronel PM Lázaro Saraiva, coman-dante de Missões Especiais. Teve ainda como destaque a execução da canção “Tocando em frente”, de Almir Sater, pelo praticante da Equoterapia – Reginaldo Silveira Santos, que emocionou a todos com sua perseverança e simplicidade, e ainda desfile dos praticantes da Equoterapia da PM, com os técnicos e familiares presentes, da tropa representativa do Rpmon a comando do tenente PM Renato Brandão, seguido da demonstração de um esquadrão do Rpmon, a comando do sargento PM Arnaldo, que simulou a ação da tropa no controle de distúrbios civis. (Fotos: Cláudio Santos / Agência Pará)

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Sem-terra é liquidado com tiro na cabeça em Palmares II

Ezequias Pereira da Silva

Material apreendido
 
Fagno Pereira da Silva

O agricultor Ezequias Pereira da Silva, conhecido por “Maranhão”, que residia no acampamento Frei Henry, do MST, município de Curionópolis, foi liquidado com um tiro de revólver na cabeça.
O homicídio ocorreu por volta das 23 horas da última segunda-feira (7), na varanda de uma residência localizada na Vila Palmares II, nas proximidades da praça da localidade.
No momento em que a polícia fazia revista no corpo da vítima, foram encontrados uma chave de moto, preservativo masculino, facão especial com serra e várias pontas pequenas, tipo adaga, canivete e duas porções de maconha, sendo uma pequena e a outra maior, pesando em torno de 90 gramas.
O delegado plantonista Nelson Alves Júnior diz acreditar que Ezequias Pereira da Silva tenha sido vítima de disputa de pontos de venda de droga na Vila Palmares, onde esse tipo de crime vem aumentando em Parauapebas.
Possivelmente para disfarçar o tráfico de droga, na avaliação da autoridade policial, “Maranhão” possuía um carrinho de mão, no qual comercializa verduras, frutas e legumes, e até maconha.
OUTRO HOMICÍDIO
Por volta das 14 horas desta quarta-feira (9), na rodovia PA 275, nas proximidades do Unique Shopping Parauapebas, Fagno Pereira da Silva, 29 anos, foi assassinado com aproximadamente 4 tiros de revólver, no momento em que a vítima pilotava uma moto, sentido cidade/shopping.
Conforme apurou a reportagem com o delegado Antonio Miranda, a vítima foi executada por dois homens que transitavam numa moto no mesmo sentido que trafegava Fagno Pereira da Silva, cujos disparos foram feitos pelo garupa da moto.
Segundo ainda o delegado, ele disse já ter apurado que a vítima havia discutido com uma pessoa, que seria o mandante do crime, cuja identidade ele não quis revelar à imprensa, para não atrapalhar as investigações, mas garante que a qualquer momento pode pedir à Justiça a prisão preventiva do acusado. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Homem mata adolescente e se suicida

Ainda não estão es-clarecidos os moti-vos que levaram Gra-ciano Almeida dos Santos (foto), que residia na Rua Renato Russo nº 2, Bairro Chácara das Estrelas, Parauapebas, a ceifar com um tiro na cabe-ça a vida da adolescente Júlia Rodrigues Costa Paiva, 12 anos de idade, estudante, natural de Timóteo (MG), vizinha de Graciano (Rua Renato Russo nº 5), e depois acabar com a própria vida, com um tiro por baixo do queixo com um revólver calibre 38. O duplo crime ocorreu por volta das 20h45 da última terça-feira (8), na residência de Graciano Almeida, que morava com uma tia.
De acordo com ocorrência feita na delegacia de polícia por Gleidson Sá Almeida, 27 anos, irmão de Graciano, natural de Tucuruí (PA), residente na Rua Beija-Flor, Bairro Betânia, Parauapebas, as duas vítimas ainda foram levadas para o hospital municipal pelo Corpo de Bombeiros, passaram por intervenção cirúrgica, mas por volta das 21h50 Graciano veio a óbito, enquanto que Júlia morreu às 22h35.
Segundo depoimento de Gleidson Almeida, ultimamente Graciano andava viajando para fora da cidade em busca de tratamento de saúde, retornando a Parauapebas no dia em que cometera o crime e se matou em seguida. Atualmente, explica o irmão, Graciano estava desempregado e tinha como profissão vigilante. (Vela Pre-ta/Waldyr Silva)

Estado do Pará tem déficit de 89% no setor penitenciário





Na solenidade de entrega de uma viatura marca Fiat, modelo Ducato Cargo, adaptada para transporte de presos, doada pela Vale à Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), na manhã desta quarta-feira (9), em Parauapebas, o titular da Susipe, ten-cel. André Luiz de Almeida e Cunha, revelou que o Estado do Pará conta hoje com um déficit de 89% na área penitenciária.
Segundo o superintendente, o Brasil conta hoje com um total de 510 mil presos amontoados em espaços que disponibilizam apenas 306 mil vagas. No Estado do Pará, o governo aprisiona hoje 12.586 detentos em 39 unidades que disponibilizam apenas 6.712 vagas. Disse ainda que Marabá oferece 180 vagas, mas faz a custódia de 630 presidiários.
“Para você ter uma ideia da situação caótica pela qual passa o sistema penitenciário no estado, nos quatro anos do governo anterior foram construídas apenas 410 vagas para presos, mas a atual administração estadual está desenvolvendo a construção de 12 unidades em vários municípios, com a oferta de 5.044 vagas”, informa o ten-cel. André Luiz.
O superintendente da Susipe adiantou também que uma das unidades carcerárias que o Governo do Estado está ou pretende construir será no município de Parauapebas, a 17 quilômetros do centro da cidade, no sentido de Canaã dos Carajás, com oferta de 306 vagas.
De acordo com o titular da Susipe, dentro de 60 dias o Governo do Estado deverá publicar edital para contratação de empresa que vai construir a unidade carcerária de Parauapebas.
ENTREGA DE VIATURA
Além do superintendente da Susipe, a solenidade de entrega da viatura contou com as presenças de Antonio Padovezi, diretor da Vale em Carajás; juiz Líbio Araujo Moura, titular da 3ª Vara Criminal; delegado Antonio Miranda Neto, diretor da 20ª Seccional de Urbana de Polícia Civil; além dos juízes de Justiça Everaldo Pantoja, Eline Vieira Salgado e outras autoridades e convidados.
Ao usar a palavra, Antonio Padovezi fez questão de afirmar que a mineradora Vale continua sempre cumprindo com seu papel social junto à comunidade, colaborando dentro do possível com o bem-estar da sociedade onde a empresa atua.
Por sua vez, o juiz Líbio Moura revelou que muitas vezes deixou de fazer audiências, ou até mesmo julgamento, por falta de viaturas apropriadas para conduzir os réus ao Fórum com segurança tanto para eles como para os agentes prisionais.
O ten-cel. André Luiz agradeceu penhoradamente a doação do veículo para a Susipe, afirmando que aos poucos o órgão vai se instalando em Parauapebas, com a responsabilidade de proporcionar segurança os presidiários, aos agentes que lidam com eles e também à sociedade, em casos de eventuais fugas de presos. (Waldyr Silva)

terça-feira, 8 de maio de 2012

Morte de Ana Karina completa dois anos nesta quinta-feira

Na próxima quinta-feira, dia 10, faz dois anos em que a jovem Ana Karina Matos Guimarães, na época com 29 anos de idade e grávida, foi barbaramente assassinada e teve o corpo jogado de uma ponte sobre as águas do Rio Itacaiúnas, zona rural de Parauapebas.
Três acusados da morte e do desaparecimento do corpo de Ana Karina se encontram presos na região metropolitana de Belém, que são os indivíduos Alessandro Camilo de Lima (ex-namorado da vítima), Francisco de Assis Dias, o “Magrão”; e Florentino de Sousa Rodrigues, o “Minego”. Graziela Barros Almeida, noiva de Alessandro, responde em liberdade, com a obrigação de se apresentar mensalmente à Justiça.
No Fórum de Justiça Juiz Célio Rodrigues Cal, em Parauapebas, a reportagem do CORREIO foi informada que os réus Alessandro Camilo e Francisco “Magrão”, por meio do Ministério Público, apresentaram recursos para que eles não sejam julgados em Parauapebas, e sim em Belém, mas o juiz Líbio Araújo Moura, titular da 3ª Vara Criminal, promete se manifestar contrário ao pedido, mantendo o julgamento na comarca onde o crime foi cometido.
Em todos os casos, a palavra final sobre o local e data onde os acusados deverão ser julgados é do Tribunal de Justiça do Estado, que ainda não se pronunciou sobre o julgamento dos matadores de Ana Karina.
DELEGADO ANDRÉ
Este ano, só que no dia 3 de outubro, faz dois anos também em que o delegado André Luís Nunes Albuquerque foi barbaramente assassinado em Parauapebas, cujos matadores, Joel Bispo dos Santos, conhecido por “Índio”, e Ronaldo Rodrigues Lopes, encontram-se presos na região metropolitana de Belém aguardando julgamento, enquanto outros dois continuam foragidos da Justiça.
Neste caso, está marcada uma audiência de instrução e julgamento no Fórum de Parauapebas para o próximo dia 17, com as presenças dos acusados e testemunhas, para deliberar sobre possível data de julgamento dos réus. (Waldyr Silva)

sábado, 5 de maio de 2012

Rapaz é executado a bala na via pública em plena luz do dia


No momento em que se encontrava de cócoras na calçada da residência de nº 128 da Rua 8, divisa dos bairros Primavera e Chácara do Cacau, em Parauapebas, Elidadson Conceição Sousa, de 18 anos de idade, natural de Penalva (MA), que residia na Rua Elis Regina, Bairro Chácara das Nuvens, foi sumariamente assassinado com tiros de revólver na cabeça.
O homicídio ocorreu por volta das 13 horas da última quinta-feira (3), e foi executado, conforme testemunhas, por um homem, até então não identificado pela polícia, que passava a pé pela rua, conversou com a vítima, fez os disparos e saiu tranquilamente caminhando.
No boletim de ocorrência registrado na Delegacia de Polícia, a dona de casa Maria Dalva Conceição (43 anos, natural de Vitória do Mearim-MA), mãe de Elidadson Conceição, conta que tomou conhecimento sobre o assassinato do filho no local de trabalho dela por um vizinho.
Maria Dalva declarou que o rapaz não usava droga, não tinha nenhuma rixa com terceiros, mas soube por uma colega de serviços que Elidadson Conceição havia se envolvido numa briga no último domingo (29) na Praça de Eventos, deu um murro na cara do desafeto e este teria ameaçado de morte o agressor.
A mãe da vítima acrescenta que o rapaz atualmente se encontrava desempregado, mas enquanto isso vinha fazendo “bico” em serviços de agricultura na zona rural. (Vela Preta/Waldyr Silva)

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Agricultor é assassinado com tiro de espingarda na cabeça


Depois de uma bebedeira na companhia de três pessoas conhecidas, o trabalhador rural Jimmy Marchão dos Santos, 31 anos, solteiro, natural de Monção (MA), que residia no PA União, zona rural de Parauapebas, foi atingido mortalmente com um tiro de espingarda calibre 20 na cabeça.
O crime ocorreu por volta das 9 horas da noite de domingo (29), na casa da vítima, localizada no PA União, zona rural de Parauapebas.
O homicídio foi comunicado na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil do município por Francisco Carlos Alberto Marchão dos Santos, irmão da vítima, colono estabelecido no PA Liberdade.
Em declarações prestadas à reportagem do CORREIO DO TOCANTINS, Francisco Carlos disse ter poucas informações sobre os motivos que levaram o irmão dele a ser assassinado.
“Fiquei sabendo que Jimmy estava bebendo na casa dele com mais três pessoas. Houve uma discussão entre eles e um dos homens ma-tou meu irmão com um tiro na cabeça com uma espingarda calibre 20”, lamenta Francisco Carlos Marchão. (Vela Preta/Waldyr Silva)

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Ancião é encontrado morto pendurado numa árvore

Augusto Barros de Oliveira, 70 anos, natural de Tuntum (MA), que residia na Av. Iguaçu, Bairro Casas Populares II, Parauapebas, foi encontrado morto pendurado no galho de uma árvore com uma corda no pescoço.
O suicídio ocorreu por volta de 0h30 da úl-tima segunda-feira (30), na frente da residên-cia da vítima, que foi encontrada por fami-liares pendurada numa árvore e sem vida.
Em depoimento prestado à polícia, Francisco Barros de Oliveira, filho da vítima, 46 anos, natural de João Lisboa (MA), residente na Rua Melquezedeque, Bairro Betânia, Paraua-pebas, contou que antes de cometer o ato tresloucado Augusto Barros de Oliveira ingeriu bebida alcoólica.
Segundo o filho do suicida, ultimamente Augusto andava muito triste, inconformado com a separação de sua companheira, que o deixou porque ele bebia muito e quando se encontrava embriagado violentava fisicamente a esposa dele, situação que já se arrastava por alguns anos.
Francisco Barros acrescenta que o pai dele, depois da separação da mulher, morava sozinho na casa onde cometeu o suicídio e bebia muito. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Caminhão tomba na descida de Carajás e mata ajudante

No momento em que um caminhão descia a Serra dos Carajás para o centro de Parauapebas, o sistema de frenagem do veículo deu pane, o motorista perdeu o controle do carro e tombou ladeira abaixo, provocando escoriações no condutor do veículo e a morte do ajudante de carga e descarga de mercadorias.
O desastre fatal ocorreu por volta das 17 horas da última sexta-feira (27), à altura do km 10 da estrada Raimundo Mascarenhas, que dá acesso ao núcleo urbano e às minas de Carajás.
O caminhão, um VW de placa JUX 8395-PA, de propriedade da empresa GE Distribuidora e Representação, era conduzido por José Maria dos Santos, 64 anos, residente na Rua Jardim Lago Azul, Bairro Cidade Nova III, em Ananindeua (PA), e tinha como ajudante Marcos Martins Veiga, 32 anos, residente na Rua Principal do Conjunto Panorama XXI, Bairro Cabanagem, em Belém (PA), que veio a óbito.
De acordo com o que registrou na delegacia Raylson Lima Oliveira, representante de vendas, natural de Santa Inês (MA), residente na Rua 14, Bairro União, Parauapebas, José Maria dos Santos e Marcos Martins Veiga retorvam do núcleo urbano de Carajás, onde foram entregar mercadorias no comércio da vila.
Ao descerem a serra, cuja estrada possui declive acentuado e curvas sinuosas, o condutor percebeu que o caminhão faltava o freio movido a ar, e por isso perdeu o controle do veículo, que chegou a capotar ainda na pista de rolamento, e acabou tombando para uma das margens da estrada, a um despenhadeiro de aproximadamente 25 metros.
Motorista e ajudante foram socorridos e encaminhados para o hospital Yutaka Takeda, no núcleo urbano de Carajás, mas Marcos Martins Veiga não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital. (Vela Preta/Waldyr Silva)