terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Buraco na rodovia PA 275 causa acidente com três vítimas fatais





A colisão entre o automóvel modelo Classic de placas NTA 5030 (Curionópolis-PA) e um microônibus de placa NSU 4170 (Para-uapebas-PA), da empresa Pinheiros, deixa três vítimas fatais, entre estas uma criança de 4 anos de idade, e leva um para o hospital. O trágico acidente ocorreu por volta das 6 horas da manhã desta segunda-feira (23), na altura do quilômetro 16 da rodovia PA-275, entrada do acesso a Serra Pelada.
As vítimas fatais são Geralda dos Santos Coutinho (59 anos, natural de Ingazeira-CE), mãe do motorista do Classic, Domingos dos San-tos Coutinho (31 anos); Wugeibson dos Santos Coutinho (4 anos), sobrinho do motorista; e José Crisóstomo Lima Dourado (43 anos, natural de Santa Inês-MA), que vinha de carona. No microônibus, que transportava funcionários da SPCDM, ninguém se feriu.
Segundo Domingos dos Santos Coutinho, chovia muito no mo-mento do acidente. Com pouca visibilidade, o veículo caiu em um buraco coberto de água no meio da rodovia. Com o impacto, ele perdeu o controle, invadiu a pista contrária, bateu na lateral direita do microônibus e em seguida caiu na ribanceira, nas margens da ro-dovia. O impacto foi tão forte que a lateral direita do carro pequeno ficou totalmente destruída.
De acordo com o sargento Paranhos, da Policia Rodoviária Esta-dual, que atendeu a ocorrência, o acidente pode ter sido motivado pelo buraco na rodovia com o atenuante da chuva que caia na hora da ocorrência. “Existem fortes indícios que o condutor do veículo tenha se descontrolado ao bater no buraco”, afirmou o policial rodoviário.
Em conversa informal com a reportagem, a esposa do motorista do Classic conta que o garoto de 4 anos, sobrinho de Domingos, antes de sair de Serra Pelada teria dito à avó Geralda que não queria viajar, porque sonhara que o carro ia furar um dos pneus e tombar com o pessoal dentro do carro. O pneu não furou, mas o carro tombou e provocou a morte do garoto.
Cristiano Lago, coordenador de operações da empresa Pinheiros, acompanhou toda operação da policia no local do acidente e informou que o motorista da empresa, José Nadir, receberá toda assistência necessária, inclusive acompanhamento psicológico. “Ele é um dos melhores motoristas e nunca se envolveu em acidentes”, afirmou o coordenador.
Os dois veículos foram removidos para a Delegacia de Policia Civil de Curionópolis, onde devem permanecer até a liberação oficial da Justiça. Já os motoristas compareceram à delegacia para prestar esclarecimentos, mas, segundo a Depol, deveriam ser liberados por não haver responsabilidades no acidente. (Wenderson Costa/Vela Preta/Waldyr Silva)

3 comentários:

  1. É o trabalho da Ana Julia ñ resolveu em nada.

    ResponderExcluir
  2. adonete08:48:00

    fico triste, que por culpa do gonverno que liderou a campanha do não, mais uma vez a vida deuma familia foi tirada brutalmente pelas pesimas condicões das rodovias estaduais do pará. espero que vcs do NÃO que são contra as melhorias da nossa região se concientizen.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo01:46:00

    "Atenuante" de estar chovendo? Se não estivesse, será que o motorista não teria avaliado melhor o risco e evitado o buraco?

    ResponderExcluir