terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Brigadista de incêndio e comparsa são presos acusados de assaltos

Uma equipe das polícias Civil e Militar, composta pelo investigador Valmir, cabo PM Aurélio e soldado PM Alencar, prendeu na madrugada desta segunda-feira (18) Haroldo Leandro Rodrigues Ferreira, de 31 anos, brigadista de incêndio, e Francisco de Sousa, 32 anos, acusados de fazer arrastão pela cidade, assaltando com uma arma de pressão.

De acordo com a Polícia Civil, uma das ações da dupla aconteceu na Rua Belém, Bairro Primavera, em Parauapebas, de onde as vítimas seguiram os bandidos e repassaram para polícia as características dos acusados, que estavam agindo em um veículo Renault Clio de cor vermelha.

De posse das informações, os policiais fizeram diligências e os dois foram localizados e presos na Rua 14, Bairro União, portando quatro aparelhos de celular, uma pistola de pressão e o carro.

Uma das vítimas, que não quis se identificar, explicou que estava chegando de moto com um colega à residência de um amigo, quando foram abordados pelos dois homens com a arma.

"Eles pegaram nossas carteiras, celular e a chave da moto", relata a vítima, acrescentando que após o assalto eles foram até o apartamento do amigo e os três saíram de carro atrás dos bandidos.

Minutos depois, eles conseguiram localizar a dupla e avisaram a polícia, que prendeu os suspeitos. As câmeras de videomonitoramento do Centro de Controle Operacional também identificaram o veículo e os acusados.

Segundo o delegado André Tavares, os dois acusados vão responder pelo artigo 157, majorado pelo emprego de arma, ainda que de pressão, porque ela também causa ferimentos na vítima.

Em depoimento à polícia, Haroldo Leandro confirmou que é brigadista de incêndio e trabalha em Carajás, na empresa Resgate. (Vela Preta/Waldyr Silva)

Um comentário:

  1. Safado! Denegrindo a imagem da Brigada de Emergência.

    ResponderExcluir