terça-feira, 23 de maio de 2017

Parauapebas e região registram quatro mortes violentas no final de semana



O município de Parauapebas e região voltaram a figurar nas páginas policiais, registrando quatro mortes violentas no último final de semana.

As vítimas foram Marco Antônio da Silva Rodrigues, de 22 anos, alvejado com cinco tiros de pistola calibre 380; Rômulo Ribeiro Anchieta, também de 22 anos, esfaqueado quando filmava com celular uma briga; Wallas Silva Ferreira, de 21 anos, em confronto com a Polícia Militar; e Fernando Santos Moreira, de 20 anos, em acidente de trânsito, no município de Eldorado do Carajás.

Marco Antônio
Segundo o que foi levantado no local de crime, Marco Antônio foi assassinado com cinco tiros disparados por um homem até agora não identificado pela polícia, por volta das 4 horas da madrugada do último domingo (21), na Rua Cairo, Bairro Vila Rica.

O assassino, que estava em uma motocicleta cujas características não foram anotadas, se aproximou de Marco Antônio, que estava voltando a pé de uma festa, e disparou contra ele. O jovem caiu próximo ao meio fio da rua, onde morreu. O matador não levou nada da vítima, descartando a possibilidade de latrocínio.

Uma das linhas de investigação traçada pela polícia é que Marco Antônio possa ter sido vítima de crime passional, já que há poucos dias ele teria se envolvido em uma briga por causa de uma mulher.

Rômulo Ribeiro
A vítima foi esfaqueada quando filmava com celular uma briga, na madrugada de domingo (21), no Bairro da Paz. Rômulo chegou a ser socorrido por amigos e levado para o Hospital Geral de Parauapebas, mas morreu no início da manhã de segunda-feira. O vídeo feito pela vítima já está com a polícia, que tenta identificar quem o esfaqueou e por qual motivo.

"Fomos informados que ele viu a briga, parou o carro e começou a fazer imagens do tumulto. Para pegar melhor ângulo, ele desceu do veículo e depois caminhou para uma rua lateral onde acontecia a briga e lá foi esfaqueado pelas costas", relata Edivaldo Benevides, marido da tia da vítima.

O vídeo, de 15 segundos, filmado por Rômulo, que já se encontra com a polícia, registra um homem deitado no chão, cercado por alguns populares, sendo espancado por duas pessoas: um mototaxista de capacete e outro rapaz, que está sem camisa com um pedaço de pau na mão. O mototaxista chuta as costas do homem, enquanto o outro lhe acerta pelo menos cinco pauladas.

Wallas Silva
Já Wallas Silva morreu no último sábado (20), em confronto com a Polícia Militar, no Bairro Cidade Jardim, após atacar uma mulher. Wallas foi perseguido por uma guarnição da PM e, ao pular o muro de uma casa, ameaçou atirar contra os policiais, que efetuaram um disparo contra ele, que veio a morrer tempo depois no Hospital Municipal de Parauapebas.

A polícia disse ter encontrado com o acusado dois aparelhos de celular, que teriam sido tomados das vítimas, e a arma que usava para cometer os assaltos, que na verdade é um simulacro de pistola. Também foi apreendida a motocicleta, uma Bros de cor vermelha e placa NNF 4215, com a qual o acusado viria fazendo arrastões na cidade e respondia processo por tráfico de drogas.

Fernando Santos
O motociclista Fernando Santos morreu ao colidir com um caminhão por volta das 5h30 da madrugada do último sábado (20), na BR 155, município de Eldorado do Carajás. A moto que ele pilotava, uma Biz de cor cinza e placa JVZ 3976, foi parar debaixo do veículo.

O motorista do caminhão, Denival Silva Lima, relatou que seguia pela rodovia para Eldorado do Carajás, quando Fernando tentou ultrapassar um Fiat Uno em uma subida de faixa continua, invadiu a contramão e colidiu de frente com ele, sendo arremessado para fora da pista.

Fernando Santos chegou a receber os primeiros socorros no local do acidente e foi levado para o Hospital Municipal de Eldorado, mas não resistiu aos ferimentos e morreu pouco tempo depois. (Vela Preta / Waldyr Silva)

Nenhum comentário:

Postar um comentário